Festival de Cinema reuniu amantes da 7º arte em Curitiba

Evento ocorreu em quatro espaços culturais na capital paranaense

Festival e cinema da Bienal ofereceu programação diversificado (Larissa Miglioli)

Durante 10 dias, o Festival de Cinema da Bienal de Curitiba (FICBIC) exibiu mais de 100 filmes inéditos na capital paranaense. O evento ocorreu entre os dias 09 e 19 de novembro em quatro espaços culturais em Curitiba: Espaço Itaú de Cinema; Cinemateca de Curitiba; Sesc Paço da Liberdade; e Cine Guarani.

A proposta do festival foi trazer diferentes obras cinematográficas para o publico, com temáticas e gêneros distintos. A diversidade das produções também foi destacável, já que foi possível assistir filmes da Austrália, China, Espanha, Israel, Noruega, entre outros. As exibições dos longas foram ofertadas em sua maioria de forma gratuita, com exceção dos filmes exibidos no Espaço Itaú de Cinema, onde a entrada custou R$ 6 e a meia-entrada, R$ 3.

O ini­cio do evento foi marcado pela exibição do filme “Arábia”, vencedor do premio de melhor filme do festival de Brasília de 2017 e dirigido pela dupla Affonso Uchoa e João Dumans. A programação dividiu-se em seis circuitos principais: Brasileiro; Clássico; Curto-circuito (infanto-juvenil); Diretor Homenageado; Mundial e Universitário.

O cineasta homenageado dessa edição foi o francês Jacques Demy. Autor de clássicos como “Os guarda-chuvas do amor de 1964 e “Duas garotas românticas de 1967, Demy teve cinco das suas obras exibidas no festival, incluindo os dois longas citados. Nas exposições do circuito Clássico, destacaram-se filmes como “Ran” de 1985 e “Os assassinos estão entre nós” de 1946, dirigidos por Akira Kurosawa e Wolfgang Staudte, respectivamente.

Confira um pouco da nossa cobertura no vídeo abaixo

Larissa Miglioli
Like what you read? Give Larissa Miglioli a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.