Conexão Anitas e o Empoderamento Feminino

No dia 4 de maio de 2017 foi sediado o primeiro evento Conexão Anitas no Rio de Janeiro, no qual tem como objetivo promover inspiração e conectar mulheres que atuam no setor tecnológico e empreendedor. O nome do evento é uma homenagem à Anita Garibaldi, por ser um grande exemplo de dedicação e coragem entre as mulheres.

O evento tem um formato bem diferente de outros que compareci, é bem-parecido com uma entrevista informal. Basicamente algumas perguntas são feitas as convidadas e as mesmas podem opinar sobre o assunto. No fim, a plateia apresenta sua visão, fazem perguntas em cima do tema, ou abordam situações parecidas. Nesta edição foram 3 blocos com 2 perguntas cada, ou seja, o processo citado a cima foi realizado 3 vezes com intervalos entre eles, o que tornou a coisa mais produtiva e onde podemos trocar uma ideia melhor sobre outros assuntos também.

Como base para as discussões foi utilizado o primeiro capítulo do livro “Lean in: Women, Work, and the Will to Lead” (em português Faça Acontecer: Mulheres, Trabalho e a Vontade de Liderar) pela Sheryl Sandberg.

Tivemos a ilustre presença de Thais Viana guiando o evento, Salete Farias, Jessica Temporal e Veronica Taquette Vaz que tiveram um desempenho fantástico trazendo não só suas experiências, mas sua visão sobre os tópicos abordados, que foram:

Gênero e aspirações de liderança. Que diferenças de gênero existem relacionadas às aspirações para cargos de liderança?
Crenças e expectativas de gênero. De que maneira meninos e meninas são tratados de formas diferentes em escola e em casa?
Gênero e liderança. De que forma, mulheres e meninas são desincentivadas a irem atrás de seus objetivos e a se tornarem líderes?
A exposição precoce aos papéis de gênero. Quais papéis seus pais desempenhavam em casa durante a sua infância?
Silenciando vozes e opiniões. Você já se sentiu como se estivesse sendo ignorada ou silenciada?
Representações culturais de mulheres de carreira. Você consegue lembrar de filmes ou programas de TV que apresentem homens bem sucedidos?
O medo está na raiz de tantas barreiras que as mulheres enfrentam. Qual é o seu maior medo? O que você faria se você não tivesse medo?

Da esquerda para a direita: Thais Viana, Salete Farias, Veronica Taquette Vaz e Jessica Temporal.

Minha Opinião

Este foi meu primeiro evento voltado para o público feminino, e confesso que fiquei bem ansiosa. No começo acredito que não apenas eu, mas maioria das meninas estavam bem tímidas, mas conforme o evento foi seguindo e vários assuntos sendo abordados o pessoal foi ficando mais confortável.

Conheci várias pessoas que só falava nos grupinhos de telegram também, rolou muito papo e o tempo foi curto pra o tanto que a gente queria conversar, enfim foi gratificante conhecer tantas mulheres poderosas que por diversos motivos muitas vezes se oprimem e escondem o quanto elas são especiais.

Também fiquei muito feliz de saber que não estou sozinha, que as mesmas inseguranças, fragilidades e afins aconteciam com outras pessoas e que mesmo apesar disso tudo estão sendo guerreiras e lutando contra esta sociedade que infelizmente nos faz acreditar que não somos “suficientemente boas” no que queremos fazer. Eu me senti literalmente representada por cada mulher que estava lá e o quanto eu estava sendo boba em deixar que algumas coisas me desmotivassem, o que me deu energia de continuar dando 110% de mim em tudo que eu realmente queira fazer.

Desejo que outros eventos aconteçam, e se possível logo. É realmente bom ter algo motivador e saber que existem outras pessoas ali pra te apoiarem. Espero que o projeto continue a crescer cada dia mais. Obrigada realmente por tudo meninas ❤