Eu também mudei


Eu também mudei

Tive que mudar

Pra eu parar de chorar.


Eu também mudei

E vi que foi melhor assim

Não queria mais sofrer

Tava esgotada de tentar.


Eu também mudei

Mas meu coração não

Ele nunca parou de te amar.


Eu também mudei

Mas não pra pior

Eu sempre vou querer ser melhor.


Sei que nem tudo é sobre mim

Assim como nem tudo é sobre você.


Nunca duvidei do teu amor

Do meu

Do nosso

Sempre foi intenso

Profundo e sincero

Assim como o mar

Mas eu tava cansada de nadar

E nada mudar.


To me transbordando sim

A liberdade reina em mim

Queria que fosse assim.


Queria mesmo não lembrar do seu nome

Mas como?

Ele está por toda parte

Na tv

Na rádio

Nos livros

Nas cartas

Na boca das pessoas

Nas competições

No coração

Tudo é vitória

Mas eu me sinto em uma eterna derrota.


Porque quando eu vejo você falando que eu desisto fácil

Que tudo que senti era tudo mentira jogado no vaso.

Que minhas palavras não eram sentidas

apenas ditas.

Eu me sinto no chão

Parece que tem um buraco enorme

Que me suga

Me prende e me tem

Como um furacão.

Porque tudo que foi dito e ouvido por você não foram apenas palavras.

Foi muito mais que isso

Foram atitudes

Foram ações

Foi amor jogados aos quatro ventos do mundão.

Ventos esses que até hoje bate em meus cabelos me fazendo chorar

E até sangrar.


Suas palavras me feriram

assim como algumas atitudes suas

Mas tudo bem, eu entendo

Você tá machucada

Só espero que isso não mude nada.


Nossa história foi conturbada sim

Foi cheia de tempestade

Nosso barco virou

Desmontou

Afundou

Mas isso não tira o mérito de todas as paisagens que avistamos

De todos os lugares que pisamos

De todos os sentimentos sentidos

Não tira a graça de ter tido você comigo.


Larissa Freschi

Música do dia:

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.