Minha baixinha


Ela é baixinha, mas sua marra é grande, teu olhar profundo e teu coração gigante. Ela é sapeca me abraça com teus abraços curtos e escuta o meu coração acelerado que só bate por ela.
Até hoje me pergunto como uma mulher tão pequena consegue ser tão grande ao mesmo tempo? Ela é forte mesmo quando acha que não é, é linda mesmo depois de acordar de uma noite selvagem de sexo.
Ela é perfeita, mesmo tendo tantos defeitos. Ela é cheirosa mesmo depois de andar por horas em baixo do sol. Ela é brava mesmo quando está engraçada e é engraçada mesmo quando esta brava.
Ela é muitas em uma, e uma só que muitas gostariam de ser, mas ela é única pra mim. Ela é meu amor, o maior pedaço de mim, o pedaço mais gostoso, o pedaço que eu mais gosto de habitar.
Ela é baixinha pro mundo, mas pra mim ela é gigante, e o meu amor por ela é mais do que isso, esse amor não tem tamanho.

Larissa Freschi