como se alimentam as vagas de emprego, hoje, no meu medium.

Em 2010 eu li um artigo, posso procurar se alguém implorar nos comentários, que dizia como usar efetivamente as redes sociais.

Na época eu ainda não sabia se seguiria com moda ou design de produto na vida, e resolvi que seria uma ótima oportunidade de usar a internet pra me ajudar a descobrir isso :)

Hoje eu trabalho com UX Designer, e na prática, os BG's de moda e design de produto ajudaram bastante com isso que escolhi trabalhar, então

Dica:

  • Suas experiências são todas válidas. Sim, até os meus 5 semestres de meteorologia, que eu achava que era tempo perdido. Não foram.

No artigo já mencionado, o sujeito que não lembro o nome, mas agradeço bastante, sugeria que você seguisse apenas perfis de seu interesse no seu twitter, e assim permaneço fazendo até hoje.

No MEU CASO, enfatizando para evitar os xingamentos, ou ao menos diminuí-los, eu comecei a seguir todas as revistas de moda e produtores que eu admirava e queria ser igual um dia, mais tarde isso se estendeu aos designers e perfirs empreendedores, finalmente, o design digital me conquistou de cada 10 contas que curto, 9 são de interaction design. Amém.

Com o tempo, apliquei essa metodologia nas páginas que curto na outra rede e aos usuários do Instagram. Hoje em dia, nem meu Linkedin escapou, lá só sigo/ me conecto, com pessoas que fazem sentido. Por exemplo: designers.

-Ah Lary, mas você não acha que se isolar na sua bolha vai te fazer perder em…
-Não.

Primeiro porque esta bolha criada por mim, na verdade é um micro universo e mescla diferentes ramos que tenho interesse e que juntos alimentam minha mente inquieta e criativa. Então, pra mim, é muito inspirador e faz sentido.

Claro, que eu sugiro que você escolha as pessoas de acordo com os SEUS interesses pessoais e profissionais, esclarecido?

Continuando… essa maneira de me relacionar online acabou me colocando em contato com as vagas de emprego que me interessavam, e portanto me aproximando do meu objetivo. No fim das contas, a gente colhe o que planta né?

As vagas de emprego estão nas conexões que você faz.

No meu primeiro dia na aula de estratégias criativas na SCAD, meu professor pediu que aprendêssemos os nomes uns dos outros, nosso assignment era fazer grupos com pessoas que nunca conversamos antes, anotar o telefone delas e tomar um café depois da aula.
Ele disse que ali estavam alunos do mundo todo {literalmente}. E que no futuro, se nós saíssemos amigos uns dos outros quando acabasse o semestre, ele se daria por satisfeito. Porque sabia que teria nos ensinado a fazer a coisa mais importante na faculdade: conectar-se com pessoas.

Dica:

  • Faça amigos.

Só pra contextualizar como isso é verdade, a pergunta que mais recebo {sempre quis escrever isso} é sobre como fiquei sabendo da vaga de emprego que consegui.

O caminho das pedras: Um amigo de curso que faz a mesma pós que tenho interesse, me adicionou em um grupo no facebook onde as pessoas postam vagas de UX Design pelo Brasil. Eu vi a vaga, mandei email, participei de entrevistas e deu tudo certo no final ❤

Dica:

  • Compartilhe seus planos, se eu não tivesse dito pro Túlio que queria fazer pós em interação, talvez ele nunca tivesse comentado que estava fazendo essa mesma pós que eu queria, e talvez a gente nunca tivesse conversado sobre oportunidades de emprego na área, e talvez ele nunca tivesse me adicionado ao grupo onde vi a vaga {Brigada Túlio ❤}

Aquele abraço,

Laryssa.