Passei a virada do ano planejando um projeto de desenvolvimento de software para o ano novo. E valeu totalmente a pena.

Comecei a escrever esse texto às 23:26 do dia 31 de dezembro de 2017, horário de Brasília. Passei as últimas duas horas pesquisando sobre arquitetura de software e padrões de projeto.

Feliz ano novo!

Sou uma aluna do terceiro ano de Engenharia de Computação. Comecei a entrar a fundo no mundo do desenvolvimento de software no início de 2017, quando comecei um estágio na área.

Antes de 2017, eu era uma pessoa que estava cursando Engenharia de Computação com a esperança de poder ter um bom emprego e uma boa vida. Mas eu não enxergava como fazer isso. Não fazia nada para chegar lá e esse sonho parecia muito distante.

Esse ano, tanto no estágio quanto na faculdade, senti que foi o ano de maior aprendizado na área da Computação, especialmente com desenvolvimento de back-end e Engenharia de Software (obrigada, prof.ª Leles).

Comecei a pesquisar mais a fundo sobre Orientação a Objeto, paradigmas de linguagem, GoLang (meu amorzinho), automatização de testes, métodos ágeis, TDD, padrões de projeto, arquitetura de software, boas práticas de código, concorrência, performance de banco de dados, segurança e criptografia, experiência do usuário, design, até mesmo meu nêmesis front end (Evan You, our lord and savior).

Todos nós já passamos por isso. Admita.

Venho há dois meses pensando em um projeto em que eu possa praticar todos esses pontos. Sem patrocínio. Sem apoio de nenhuma empresa. Só para provar meu conhecimento, mesmo, e para praticar minhas habilidades de gestão de equipes.

Chamei seis amigos e amigas que estudam comigo que não têm tanta expertise em desenvolvimento de software. São novatos, assim como eu. E têm tanta vontade de aprender quanto eu. Meu dever e desafio é gerenciar essa equipe de novatos para o desenvolvimento de um software de qualidade envolvendo vários pontos.

Então, cá estou eu. Lauren, 20 anos. Estudante de Engenharia de Computação do interior de São Paulo, Brasil. Na virada do ano, estudando sobre microservices, para gerenciar uma equipe em um projeto simples, porém desafiador.

Vai ser um ano fantástico.

Feliz e próspero 2018 a todos!