Ao irmão urso

Meu amigo,

Lembra de quando escrevíamos textos uns para os outros, de quando trocávamos textos pedindo a opinião do outro ou ainda mandávamos indiretas (ou algumas bem diretas haha)? Ainda tenho alguns deles salvos e de vez em quando volto a eles só para me lembrar dos velhos tempos e não esquecer de uma época maravilhosa.

Esse tempo me faz falta. Não por onde estávamos, pelo que fazíamos ou por quem eramos (talvez estejamos melhores agora). Esse tempo me faz falta apenas porque estávamos próximos. Porque nos víamos, nos falávamos, riamos juntos, chorávamos juntos. Apenas porque tínhamos contato.

Saudades.

Não sei ou não me lembro do que ocorreu para nos afastarmos assim. Se foi apenas o tempo e a distância, vamos voltar a nos falar e nos ver. Mas se fiz algo(o que é muito provável), por favor me perdoe.

Nos últimos tempos tenho percebido a falta que amigos me fazem e o quanto fui tolo em permitir ou fazer com que vários deles se afastassem de mim. Quero tentar mudar essa situação com alguns e voltar a me aproximar. Sei lá, fale comigo.

Desculpe-me.

Vendo-te agora nessa nova fase, uma fase difícil de descoberta e aceitação (e de muita luta) fico me perguntando porque não estou contigo? porque não estou próximo? porque não estou te ajudando com tudo isso? Mas tudo o que me cabe por agora é acompanhar de longe o que me é possível e torcer para que tudo dê certo e desejar a todas as forças possíveis o seu melhor como sempre fiz.

Mesmo que não voltemos a nos falar regularmente, mesmo que não vejamos mais, saiba que pode contar sempre comigo. Me ligue, me mande mensagem, sinal de fumaça, venha conversar sobre o que quiser. estou sempre aqui. Às vezes ter mais alguém pra dividir conosco o peso do mundo que parecemos carregar nas costas é tudo que precisamos. E eu quero fazer isso por ti algum dia, da mesma forma que nossas conversas, risadas e brincadeiras na padoca ou nos corredores de tijolinhos fizeram pra mim.

Quero dividir contigo ainda um pouco da minhas angústias, mas também meus sonhos; minhas tristezas e minhas felicidades também. E quero que divida as suas comigo. Afinal, amigos são para isso.

Amo-te.

Não sei qual será sua reação ao ler isso e nem sei qual esperar. Não sei se esse é o melhor momento para dizer isso ou se há algum. É só mais um desabafo.

Repita comigo: Ko-Da.

Um abraço carregado de saudades,

Bode.

Like what you read? Give Desabafos a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.