Donald Trump discute seus livros favoritos da Bíblia

[Nota do Tradutor: este post foi publicado pelo autor na categoria humor. Portanto…]

por Stephen Altrogge

Tive, recentemente, a oportunidade de sentar-me com Donald Trump e discutir seus livros favoritos da Bíblia. Aqui está o que ele tinha a dizer.

Gênesis: Aquele jardim era um completo desastre. Não tinha absolutamente nenhuma fronteira de proteção — podemos agradecer a Bill Clinton por isso. Cobras estavam cruzando a fronteira, tentando roubar frutas e trabalhos. Isso não teria acontecido se eu estivesse lá. Eu teria construído um muro e feito a cobra pagar por ele. Eu teria inspecionado cada cobra.

Êxodo: Falemos sobre Moisés. Ele não realizou nada durante os primeiros 80 anos de sua vida. Olhe nos seus registros. Ele não vai dizer isso, mas ele não fez nada. E quem garante que ele era mesmo um israelita? Ele morou no palácio egípcio. Quando teve a chance, sequer conseguiu entrar na Terra Prometida. Lamentável.

Números e Deuteronômio: NINGUÉM respeita mais a Lei Mosaica do que eu. Jamais a quebrei.

Juízes: Não gosto de Débora. Ela não entende nada sobre política externa. Não gosto de Gideão. Ele não entende nada de poderio militar. Sansão fechou comigo.

1 Samuel: A “eleição” de Davi como o futuro rei de Israel foi completamente armada pela mídia esquerdista. Ele era o menos qualificado de todos os candidatos! Todas as pesquisas mostraram Davi perdendo, no entanto, de algum modo, ele ganhou a primeira colocação. A mídia não vai querer falar sobre isso!

Neemias: Ele entendeu a importância dos muros, e disso eu gosto. Sua política para ajudar o pobre? Desastrosa. Ele os empoderou ao ajudá-los. Ele provavelmente gostaria do Obamacare.

Jó: Jó era um homem que sabia como administrar um negócio (e provavelmente um país). Ele perde tudo e depois constrói tudo de novo. Sua esposa, contudo, parecia uma mulher desagradável. E ele não teria tido tantos problemas de saúde se o Obamacare fosse revogado. Eu vou acabar com isso.

Cantares de Salomão: Meu livro favorito. Eu disse quase todas essas coisas a Melania, a quem respeito. SOMENTE MELANIA. Ninguém mais. Respeito todas as mulheres. Ninguém as respeita mais do que eu. Nem mesmo elas. Hillary não respeita as mulheres tanto quanto eu.

Lamentações: Este livro é um alerta do que os Estados Unidos se tornarão sem mim.

Daniel: Não sou amigo de Nabucodonosor. Respeito-o como um grande líder. Acho que seria bom se nos entendêssemos com a Babilônia. Acho que nos ajudaria enquanto combatemos o ISIS, que é um desastre completo neste exato momento. Mas não, não somos amigos.

Os evangelhos: Hillary começou a teoria de que Jesus realmente nasceu fora do casamento. Estou terminando isso neste exato momento. Finalmente estou pondo um fim nisto.

Atos: Pedro e João não tinham prata ou ouro para dar ao pobre mendigo. Por qual motivo, você acha? Impostos e taxas alfandegárias! A corrupta da Hillary quer aumentar os dois!

1 e 2 Coríntios: Fico agradecido de ter a aprovação dos super-apóstolos que recusaram endossar Paulo. Sendo assim, quem é o líder melhor — eu ou Paulo? Deixarei que você decida. Ademais, ele disse que estivera no terceiro céu? Mas cadê a evidência? Isto é, novamente, a mídia esquerdista trabalhando.

Apocalipse: Jerry Falwell Jr. me informou que, se eu for eleito, há uma grande probabilidade de o reino de mil anos de Cristo começar. Ele também me disse que Hillary é o anticristo.

***

Fonte: The Blazing Center.

Tradução de Leonardo Bruno Galdino.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.