Bolsonaro e as armas: uma tragédia para os jovens.

Jovem eleitor, indeciso ou Bolsonarista, precisamos conversar. A ideia do Bolsonaro de flexibilizar a venda de armas é uma TRAGÉDIA ANUNCIADA pra todo brasileiro. Mas é especialmente perversa com você, de 15 a 19 anos. Explico na thread. #BolsonaroNAO

56,5% das mortes de homens entre 15 a 19 anos são homicídios. Bolsonaro quer acabar com essa violência COLOCANDO MAIS ARMAS NA RUA. Ao invés de cuidar da segurança, quer jogar a responsabilidade pra população. Ao invés de investir na prevenção, quer investir no confronto.

O único argumento pra liberação é poder se defender. Nos EUA, o país mais armado do mundo, apenas 2,58% dos confrontos acabam com a morte do criminoso. Pra cada criminoso morto, 34 PESSOAS INOCENTES MORREM por arma de fogo. E 78 SE SUICIDAM. Ou seja: não resolve. Piora.

Bolsonaro não toca no assunto SUICÍDIO. No BR, 2.898 jovens (15 a 29 anos) se suicidaram (2014). Nos EUA, mortes por suicídio são muito maiores onde o acesso a arma é fácil (+35%). Ou seja: a chance de sucesso de um suicídio usando arma de fogo é 35% maior. Se você tem amigo que tentou se matar e sobreviveu, pense que com uma arma ele teria conseguido.

Jovens: armas NÃO ajudarão famílias a enfrentarem a violência, principalmente na periferia. Porque tem uma coisa: O PREÇO DA ARMA. Revólver mais barato: R$ 3500. Só ricos terão acesso. E bandidos continuarão comprando armas ilegais. Com a liberação, nem precisarão ir ao Paraguai.

Mais posse/porte de arma, MAIS ARMA NA RUA. Quem tem posse usará fora de casa, como tem gente que dirige sem carteira. Aumentam as chances de brigas de trânsito, de bar, DE COLÉGIO com armas. Polícia já perde tempo com ocorrências sem armas, imagina com homicídios.

“Mas precisa autorização, teste de aptidão, pra comprar em lojas credenciadas.” Aqui se compra habilitação e diploma na esquina, você acha que conseguirão fiscalizar? Spoiler: não vão. Outra: assalto a lojas, desvio de mercadoria. Acontece com todo produto, VAI ACONTECER COM ARMAS.

As mulheres também vão sofrer com a liberação das armas. Nos EUA só 12% das armas estão com mulheres. Pouquíssimas no Brasil terão a chance de se armar contra violência doméstica. E os homens terão mais armas disponíveis, legal ou ilegalmente.

Como os Bolsonarista me atacarão por ser contra sem propor nada, aqui um resumo do que acredito: inteligência policial, uso de tecnologia, fronteiras fortemente policiadas, pressão em países que permitem contrabando. Não é dar mais armas. É EVITAR QUE ELAS CHEGUEM AOS BANDIDOS.

Galera, ELEIÇÃO NÃO É PRA LACRAR. Seu voto interfere NA SUA VIDA, na dos seus pais e amigos. Votar no Bolsonaro não é piada nem protesto, é radicalização. E a liberação das armas que ele propõe vai deixar seu dia-a-dia mais perigoso. Pense nisso na hora de votar.

PS: Mostre isso para os seus filhos, sobrinhos, amigos, primos. De novo, precisamos furar a bolha da Internet e ir onde tem gente que acredita em promessas vazias de segurança.

Texto originalmente publicado no Twitter: @luciocaramori