Os números da manifestação vs. A manifestação dos números

Galera, vamos fazer uma continha bem básica?

Quantas pessoas aparecem nessa foto?

A avenida Paulista tem 2700 m de extensão, por 50m de largura.

Assim sendo, a avenida tem uma área total de 135.000m2.

Na estatística mais absurda (mesmo), grandes aglomerações podem ter no máximo 9 pessoas (!!!) por m2. Por mais que isso seja fisicamente impossível (especialistas afirmam que o máximo suportável é de 6 pessoas por m2), ok, foi o que disseram.

Considerando que TODA A AVENIDA — sim, seus 2700 metros de extensão — estivesse lotada igual um vagão de metrô as 18:00, sem carros de som e sem espaço nenhum para andar, o MÁXIMO que poderia ter de gente é 1.215.000 pessoas. É GENTE PRA CARAMBA. É mais do que toda a população de Campinas.

O Rock in Rio, DAQUELE TAMANHO TODO que a gente vê na TV sem precisar estar lá, divulgou 595 mil pessoas por NA SOMA DOS 7 DIAS. Ou seja, no mais lotado dos dias, conte aí umas 100.000 pessoas no máximo. E o controle é feito por ingressos, não por uma estimativa de área.

Quantas pessoas aparecem nessa foto?

A intenção não é desqualificar nenhuma manifestação por causa de seus números serem maiores ou menores. O que deve prevalecer acima de tudo é a VERDADE.

Se alguém disser que tiveram mais de 1 milhão e meio de pessoas nas manifestações na Paulista, É MENTIRA. Foi muita gente sim, centenas de milhares. Mas ainda que as pessoas tenham ido embora antes e chegaram outras depois, É IMPOSSÍVEL ter alcançado esse número.

Ainda tem muita gente (assim como eu) que não tem motivação suficiente para sair de casa para uma manifestação dessa. Ontem mesmo eu passei metade do dia no lindo Parque Tanguá, e o restante dele no não menos belo Museu Oscar Niemeyer, o “Museu do Olho”, enquanto manifestantes da situação e da oposição trocavam tapas na Boca Maldita aqui em Curitiba. Os números divulgados por aqui são de 60 mil pessoas, mas olhando as fotos, acho que o Anime Friends tinha mais.

E aqui? Quantas pessoas?

Quando a sociedade tiver mais consciência do que quer manifestar, quando a luta por um país melhor de fato for mais importante do que o discurso de ódio a um partido ou seus representantes e simpatizantes, estou certo de os números seriam ainda maiores, e talvez até mesmo eu seria mais um nessa estatística.