Saiba o que fazer com aquele amigo que sempre chega atrasado.

Primeiro, é preciso que você entenda que e o atrasado sofre bullying do trânsito. Esse tipo de ser humano é cruelmente perseguido por engarrafamentos malvados que os impedem de chegar na hora. Eles não têm a sorte que nós, pontuais, temos.

Quando o trânsito percebe que é uma pessoa pontual que vem dirigindo, ele se abre como o Mar Vermelho e nós passamos tranquilamente. Mas quando é um atrasado que vem, os carros fecham a passagem, o farol quebra, a ponte cai, o guarda multa, o pneu fura, o caminhão tomba, o buraco aparece, o carro morre, a gasolina acaba, a chuva cai.

O atrasado é uma boa alma. Reparem que ele sempre tenta avisar os colegas que estão esperando. Ele está na cama, com a cara amassada, todo enrolado no cobertor, mas liga para você e diz: “Tô chegando! Guenta aí!”. Ele está no meio de um banho quentinho e demorado, liga para você e diz: “Já tô na Marginal, dois minutos!”. Aí, duas horas depois do combinado, o atrasado chega. Sorrisão aberto, todo perfumado, cabelo molhado e a cara (de pau) sonolenta. E ele ainda é divertidão. Chega fazendo piadinha e falando frases como: “Relaxa! Estresse mata!”.

Olhe bem para o atrasado e faça uma visualização meditativa. Imagine-se enfiando a cara dele dentro de uma privada de rodoviária. Puxe a descarga duas vezes. Imediatamente, um sorriso começará a se formar no seu rosto e o amor pelo próximo retornará ao seu coração.

Like what you read? Give Leda Njm a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.