Oie!
Thiago Süssekind
11

Oi Thiago!

Fiquei muito tempo ontem me debatendo se devia responder ou não, mas se sua intenção com o texto era obter uma reação com o público, que bom que eu respondi :) Não vou recomendar porque vai contra muito do que eu acredito hehe, mas entendo bem sua crítica quanto à interação no Medium e inclusive to adotando para a minha vida a política de comentar/recomendar sempre que possível!

Sobre o trabalho, tá tudo especificado nos artigos 34 a 36 do CP que logo logo você vai conhecer super bem hehe. No regime fechado o trabalho externo pode ocorrer em serviços e obras públicas, enquanto no semiaberto o trabalho mais comum também é o interno nas colônias agrícolas ou industriais, sendo o trabalho externo permitido, mas não muito frequente, vez que são poucas empresas que se dispõem a contratar condenados e que tem toda uma burocracia envolvida, pra variar. Assim, especialmente em um caso tão famoso como o da Anna Carolina, acho difícil ela conseguir trabalhar com o que deseja.

Sobre o Cembranelli, eu tenho dois pés atrás com a promotoria criminal (Glioche que me perdoe), então para mim não é fato admirável que um deles tenha 98% de casos ganhos… Tendo trabalhado mais de um ano da DPGE acho que dá pra entender minha posição… De qualquer forma, não me sinto confortável divulgando a versão que eu ouvi por aqui, mas se eu for realmente para a faculdade amanhã a gente conversa ou semestre que vem, é só me cobrar.

Quanto à sua vida pessoal, só fui dar uma olhada porque achei que lembrava de ter visto a notícia no meu feed quando você passou, mas não lembrava de ter te visto pelos corredores. A UERJ é maravilhosa, ame muito aquela instituição hehe.

Ao contrário de você, não posso me gabar de um grande conhecimento jurídico porque apesar de estar há mais de dois anos estudando o assunto, não posso dizer que seja minha paixão ou mesmo que as aulas me interessem tanto assim. Por outro lado, criminologia crítica e Direito Penal são as razões que me mantém naquela faculdade, além do meu amor pela UERJ, de modo que, pra você que gosta, indico que pegue a eletiva de Criminologia Crítica e Crítica do Direito Penal com a professora Vera Malaguti assim que puder na faculdade, talvez você aproveite ainda mais que eu… Se, antes ainda, estiver curioso, compre o livro dela que não vai se arrepender!

Quanto à confusão da resposta: estou voltando de um feriado de Jogos Jurídicos, me preparando para uma prova de cuja matéria não assisti nenhuma aula — tudo para mim hoje está confuso hehe.

No mais, aproveita a UERJ que ela tem muito a dar para todos que souberem receber e se dar para ela também!

Beijos

PS: não tema seus veteranos! eles se fazem de maus mas são uns amorzinhos ❤

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.