Explicando a Meritocracia

Ilustração Veerle Pieters
O real significado de meritocracia é o valor que você, através de sua atividade ou empreendimento agrega ao mercado e às pessoas, facilitando suas vidas com produtos inovadores.

Em meados de 2014, discussões acerca do conceito de meritocracia se propagaram amplamente nas redes sociais. Lembro que nessa época circulou uma tirinha em quadrinhos contando a rotina de um padeiro e de um catador de latinhas. A tirinha mostrava o padeiro levantando às 4 ou 5 horas da manhã e, em seguida, esforçando-se para preparar os pães a serem vendidos em seu estabelecimento. Logo depois, a imagem de um catador de latinhas puxando seu carrinho. Ao final da tirinha, constava a frase: ‘se a questão fosse só esforço, todo padeiro e catador de latinha morreriam milionários.

Qualquer liberal que ousasse rebater esses argumentos ou refutar o que dizia a tirinha era automaticamente acusado de detestar os pobres, de não entender as dificuldades que as pessoas mais carentes enfrentam, de viver em um mundo paralelo onde basta se esforçar para subir na vida por mérito. Não se deram conta, contudo, que esse último argumento é justamente a principal linha argumentativa liberal quando se fala em meritocracia.

De fato, somente esforço não basta. Todo liberal tem ciência disso. É um erro muito comum crer que meritocracia é sinônimo de esforço, que basta se esforçar para ser premiado. Nada mais falso. Mérito e esforço não são sinônimos, motivo pelo qual meritocracia não pode ser traduzida em esforçar-se para prosperar. O que constitui o mérito são um conjunto de fatores, como competência, dedicação, inteligência, visão de mercado e até mesmo sorte, sendo o esforço apenas mais um dos atributos que constituem o significado de mérito. Em outras palavras: se esforçar não lhe garantirá prosperidade, motivo pelo qual não se analisa o conceito de mérito levando em consideração somente esse fator isolado.

Mérito não está somente em ralar pra caramba, mas sim em também conseguir enxergar os flancos existentes no mercado e oferecer algo que faça a diferença na vida de muitas pessoas.

Tendo esclarecido esse erro comumente repetido pelas redes, é possível explicar o conceito de meritocracia sem os vícios a ele atribuídos ao longo dessas discussões. Continuemos com o exemplo do padeiro para melhor ilustrar a questão […]: meritocracia não consiste no número de horas que ele trabalha ou na quantidade de pães que produz. Seu esforço, conforme explicado, não se traduzirá em mérito automaticamente. Não é relevante se o padeiro acorda às 4h da manhã e trabalha o dia todo. Desse modo, o mérito não está somente em ralar pra caramba, mas sim em também conseguir enxergar os flancos existentes no mercado e oferecer algo que faça a diferença na vida de muitas pessoas.

[…] meritocracia se traduz no diferencial e na inovação, em construir e agregar valores. O mérito está em conseguir enxergar além e fazer aquilo que os outros ainda não fizeram, ou então ao menos ser melhor do que os demais em determinado ramo. Em outras palavras: quem melhor satisfazer os interesses dos consumidores será premiado. O que deve ser analisado para que se compreenda o real significado de meritocracia é o valor que você, através de sua atividade ou empreendimento, agrega ao mercado e às pessoas, seja facilitando suas vidas com produtos inovadores ou simplesmente atendendo os interesses do público de forma mais eficiente que os demais.”

Adriana Schumacher, colunista do Instituto Atlantos

Texto original atlantos.com.br/artigos/explicando-a-meritocracia

Gosto de ouvir opiniões, se tiver alguma; estamos aí. You got it!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.