Como Morrer (Do Jeito Certo!)

Talvez você não goste do tema desse artigo…

Mas eu senti que precisava falar disso antes que fosse tarde!

Não sei quando você está lendo isso, mas recentemente eu soube da morte do Scott Dinsmore, do Live Your Legend.

Me assustei com a forma como aconteceu: Um acidente bizarro enquanto ele escalava o Monte Kilimanjaro na Tanzânia com a esposa dele, Chelsea.

Foi um alerta pra mim! Isso me mostrou o quanto somos frágeis.

O maior sonho dele era viajar o mundo por 1 ano, e era exatamente isso que ele estava fazendo quando morreu…

…isso me fez pensar.

A gente pode morrer a qualquer hora por qualquer coisa. Já parou pra pensar nisso?

Aqui estão meus pensamentos colocados em texto pra você refletir e mudar sua mentalidade de uma vez por todas quanto a como você leva a sua vida e como morrer de verdade.

Você quer viver uma vida mais feliz? Então leia.

O maior risco não é que você tentar algo e isso não dar certo. O maior risco é você acordar daqui há um ano, 5 anos, 10 anos, 20 anos e querer que você tivesse feito as coisas diferentes Scott Dinsmore

Sobre o que realmente é isso aqui…

Talvez algumas pessoas que estejam lendo esse texto possam realmente ficar irritadas com a forma como eu lido com esse assunto.

É um pouco delicado, eu sei. Mas alguém tem que falar sobre isso.

Se eu tivesse que fazer um mini-resumo que definisse o objetivo desse texto, seria o seguinte:

Eu quero uma coisa simples:
Te fazer entender que a vida não precisa ser chata, monótona e sem graça.
Você não precisa esperar suas férias ou sua aposentadoria.
Eu não quero que você morra tendo uma vida que não gosta. Quero que você chegue no final da sua vida com felicidade, cheio de experiências e satisfeito.
Pra mim, morrer mal seria ter que morrer enquanto trabalho em uma academia, em pé 16 horas por dia fazendo uma coisa que eu odeio.
No final desse texto, você vai entender como começar a mudar o rumo da sua vida e poder, um dia, morrer de verdade.

Por que o Scott? (Veja o vídeo!)

Se você faz algo que importa pra você, isso vai importar para as pessoas ao seu redor. E isso se torna contagioso e cria um efeito cascata. Scott Dinsmore

A verdade é que eu conheço o trabalho dele há apenas alguns meses.

Nunca comprei um curso e nem era um super-ultra-fã, mas admirava bastante o seu trabalho.

Pelos textos e vídeos, ele era perceptivelmente um cara animado, feliz e cheio de prazer em fazer o que fazia no Live Your Legend.

Não deixe um dia ruim te fazer sentir como se você tivesse uma vida ruim.

Dava até inveja…

Ele realmente estava vivendo a vida dele, do jeito dele e fazendo as coisas que ele queria. Eu prego muito isso…

O cara fazia uma puta diferença no mundo… Basta ver o que alguns grandes nomes que eu admiro falam sobre ele: Leo Babauta, Chase Reeves, Jonathan Fields e Corbett Barr.

É sobre isso que eu quero que você entenda aqui e mude o modo como vê as coisas.

Não é sobre morrer.

É sobre viver.

SIM, sobre fazer o que você ama. E tudo bem se você ama o seu emprego estável em um cubículo. Nós precisamos de você aí.

SIM, sobre estar perto das pessoas que você ama.

SIM, sobre se divertir com o que você quer.

SIM, sobre fazer e ser quem você quer ser.

E pensando nisso, a maioria na verdade não vive. Concorda?

Por isso que eu acho que o Scott morreu do jeito certo. Vivendo.

Não é sobre como você morre!

Você é o CEO da sua própria vida. Scott Dinsmore

O que importa é saber como você está vivendo.

Eu prego muito essa coisa de fazer as coisas que você gosta (seja lá o que for), de ter equilíbrio, de comer as coisas que você gosta e etc…

Como é a sua vida? Para um pouco de mexer no WhatsApp e pensa nisso.

O que você gosta na sua vida? Por que você não faz mais disso?

O que você odeia na sua vida? Por que você ainda faz isso?

Como eu dei o exemplo de vida do Scott, vou continuar nele:

Ele tinha o negócio e a mulher que amava, tinha os amigos que gostava e fazia as coisas que queria. Como eu falei, era o maior sonho dele ficar 1 ano inteiro viajando o mundo.

E você?

Você continua no emprego que odeia? Continua falando com pessoas que não gosta? Continua lidando com os clientes chatos? Continua comendo igual a um passarinho só porque falaram que é assim que tem que ser?

Se sua vida for vivida nos seus termos, meio que tanto faz quando você morre. Você tá vivendo!

Mude o mundo fazendo o trabalho que você ama

Qual o pecado em se divertir e deixar um pouco o seu trabalho de lado? Ou de se afastar das pessoas ruins? Ou de demitir seu cliente chato?

Para de querer só ganhar dinheiro. Começa a otimizar sua vida pra viver as suas experiências, fazer as coisas que ama, o trabalho que gosta, fazer a diferença e ter equilíbrio.

Você vai ver que o dinheiro que você ganhar a partir de agora vai ser até mais bonito e vai chegar em maior quantidade.

Sobre mais e menos “sim’s” e “não’s”.

Se você realmente vive a sua vida, então a vida tem sentido! Lama Tulku Lobsang Rinpoche

Já pensou nas coisas que você tem falado SIM e as coisas que você tem falado NÃO?

Que experiências você quer viver?

Que vida você quer viver?

Que negócio você quer ter?

Que cliente você quer?

Que pessoas você NÃO quer na sua vida?

Que emprego você NÃO quer?

Que salário você NÃO quer ganhar?

Pra onde você quer viajar?

Que rotina você quer ter?

Talvez você esteja falando SIM para as coisas erradas e NÃO para as coisas certas.

Ou você só precise parar de dizer sim. Ou então só dizer não.

Você quer mesmo chegar em um momento da sua vida em que não tem mais volta e chances de fazer alguma coisa?

(Nem sempre) nunca é tarde demais…

Muitas pessoas falam comigo por aqui e pelo Vá Mais Longe que acham que não tem mais idade para realizar algum sonho, que não vão conseguir dinheiro ou coisas assim…

Eu costumo falar que nunca é tarde.

Mas na verdade nem sempre é assim… Infelizmente.

Por outro lado, felizmente, isso é raro. Acredito que só duas coisas podem te impedir de realizar ou mudar alguma coisa na sua vida:

  1. Uma deficiência muito grave (tipo uma doença, sabe? E mesmo assim, nem todas!)
  2. Morte

Essas são as únicas coisas que te impediriam de realizar as coisas que você quer.

Não, não é tarde demais.

Esquece sua idade. Esquece sua renda. Esquece sua escolaridade. Esquece seu passado.

Vai viver sua vida. Ela pode começar agora, com 60 anos…

…ou como eu fiz, com 23.

O que você pode fazer para mudar a partir de HOJE!

Não queria deixar você ir embora sem uma ação. Então é o seguinte:

Pegue um papel e uma caneta.

Isso mesmo… Não faça isso no computador, no celular ou no tablet. Vamos de old style, vai funcionar melhor desse jeito e vai evitar distrações.

Anote cada pergunta que eu colocar aqui e siga as instruções. Elas podem mudar sua vida.

Pare por uns 30 minutos hoje, amanhã e depois de amanhã e se pergunte:

Como é a minha vida? O que eu gosto nela?

Reveja sua rotina, como você acorda, o que você faz no seu dia, com quem você fala, o que você não faz e queria fazer…

O que eu gosto na minha vida?

Sem restrições. Sem preconceitos. A sua vida é sua. Quais são os seus sonhos? Que coisas você quer fazer antes de morrer? Que lugares você quer ir? Que experiências você quer ter?

Dedique aqui alguns minutos durante alguns dias também.

O que falta para conseguir essas coisas que eu quero?

De acordo com suas respostas aqui em cima, você vai responder o que falta para conseguir cada coisa. Seja bem específico.

O que eu não gosto na minha vida?

Aqui também, se dedique alguns minutos por alguns dias. Faça com calma. Seja bem específico.

Por que eu ainda faço essas coisas? Como posso mudar?

De acordo com as coisas que você não gosta, descreva para cada uma o motivo e como poderia mudar isso.

Seja específico em cada coisinha que você escrever.

Depois de alguns dias, você vai ter no papel e na caneta todas as coisas que você gosta e as coisas que você não gosta.

Agora é muito mais com você e sua vontade.

O que eu faria?

Tiraria algumas cópias dessas coisas e sairia pendurando pela casa.

E claro, tomaria alguma atitude quanto a isso. Faça mais das coisas que você gosta e quer e menos das coisas que você não gosta e não quer.

Enfim, como morrer de verdade?

Vivendo. A sua vida. Do seu jeito.

Sendo feliz e fazendo a diferença na vida de pelo menos uma pessoa: você.

Encontre o equilíbrio na sua vida. Isso foi uma coisa que aprendi com o Geronimo Theml

Eu já vinha buscando isso, mas em uma conversa com ele isso tudo ficou muito claro:

O equilíbrio é a chave.

Tire a pressão desnecessária das suas costas e vai viver sua vida!

Vai viajar, vai criar seu negócio, vai pedir seu aumento de salário, vai ficar com sua família.

Viva a vida do jeito que você quiser viver, com quem você quiser e onde você quiser. Quebra as regras que foram impostas pra você no começo da sua vida.

Não espere por resultados rápidos… Os melhores e mais duradouros resultados vem de muito trabalho duro e consistência.

Obrigado!

Eu soube da morte do Scott no dia 14 de setembro de 2015, dois dias depois do acidente dele e no dia que a maioria das pessoas soube.

Fiquei nervoso pra escrever isso pra você, mas não consegui escrever na mesma hora.

Quero apenas que você entenda que é possível ser feliz e viver e morrer de verdade. Estou fazendo tudo para viver dessa forma até o fim.

O que você acha de tudo isso que eu falei?

Deixa um comentário aqui embaixo e me conta sua opinião! E depois compartilha esse texto com alguém que você acha que precisa viver antes de morrer.

-Leo


Originally published at naotenhoideia.com on September 20, 2015.