Blockchain

Photo by chuttersnap on Unsplash

Antes de dizer o que preciso, é necessário entender o que significa tudo isso.

Quando nos conhecemos, quase tudo o que a gente acreditava era igual. Mas o tempo passou e algumas coisas mudaram. Foram poucas, é verdade, mas são mudanças que fazem toda a diferença.

Aliás, quanto mais tempo passa, mais as pequenas alterações geram grandes mudanças.

Talvez porque elas geram uma reação em cadeia, se encaixando nas outras que já estavam lá e criando algo totalmente novo que, daqui algum tempo, nem eu e nem você vamos saber o que é. Mas a gente sabe que as diferenças que temos hoje vão fazer parte do resultado final.

Também é verdade que já foi mais doloroso perceber essas mudanças entre a gente. Em alguns momentos elas nos afastaram demais. Em outros, elas eram quase imperceptíveis. Mas sempre estiveram lá. A gente podia até ignorar, se quiséssemos, só que isso não combina com a gente. Nós dois só existimos porque somos diferentes.

Agora, estamos acostumados a conviver assim. Os dias em que me sinto sozinho são chatos, monótonos, inertes. Pelo menos, esses dias estão cada vez mais raros. Eu não gosto de ficar parado. E não gosto de não poder enxergar o que já fui em você.

Mas a gente sabe que com o tempo, não vamos mais nos encontrar. Seremos eu e outra pessoa.

Então, adeus. Serei outra pessoa.