3 anos, 3 dias e o nosso futuro 3.

Leonardo Fouchard
Apr 15 · 3 min read

Estou atrasado. Como de costume. Minha pátria nunca foi a Inglaterra e minha pontualidade nunca foi britânica. Mas sou geminiano e ganhei dos astros a faculdade de elaborar boas justificativas. Construir esse texto na quarta-feira, não somente, seria um clichê justo, pois as comemorações possuem o hábito correto de celebrarem o dia apropriado, mas, também, faria com que eu perdesse um título nascido da pura poesia. Poemas não podem viver o vazio da não escrita. Assim como a metalinguagem. E nada mais apropriado para falar de amor criando um texto que fala sobre si. O amor é a reflexão interna no contato constante de uma outra forma de ver o mundo.

Amamos o impossível para dentro e o possível para fora. Por isso é o único sentimento incapaz de ser decifrado. Não faltam palavras para explicá-lo e não faltam linhas preenchidas por falsos poetas na intenção de aproximarem-se deste código — se essas pessoas criassem um grupo no Whatsapp, eu, com certeza, seria adicionado. Mas as possibilidades que o universo planta, jamais fornecerão vida ao que sentimos. Não entendam errado: são dos sonhos impossíveis que nascem as realidades incríveis, mas o que é possível no amor, em dia nenhum será suficiente para a alma de quem ama. Um sentimento sem peso, sem números, sem explicação. Dramático, cruel e imprevisível. Fantástico, poderoso e único em todas as únicas vezes que amamos.

Descobri que não serei capaz de ilustrar essa emoção com tinta, caneta e papel. Não há Monalisa pintada que exprima a beleza de amar. Por mais que esse Leonardo aqui tivesse algum talento daquele Da Vinci lá. Então, encontrei nos lábios dela uma tela para pintar com os meus. Vi nos seus olhos uma janela para a alma mais capaz de fazer par com a minha. É o seu toque na minha pele que explica para o mundo como eu me sinto. O arrepiar leve e imperceptível que a felicidade verdadeiramente tímida fornece. Um abraço que eu só me desfaço para sentir o prazer de abraça-la novamente. Um presente que eu vivo sem me preocupar, porque gosto de ser vidente do nosso futuro.

Hoje, 3 anos e 3 dias depois de nos aceitarmos, tenho tantos agradecimentos que não caberiam em um post assim, mas caberiam em mais de duas duzias de beijos se você concordar. Tenho tanto para te amar que não há espaço suficiente nas nuvens do mundo digital. Mas haverá no nosso 3. Quando formos mais do que uma dupla, quando formos quase uma banda. Quem sabe do tamanho daquela sua boy band preferida.

O futuro do amor é a intrínseca felicidade dos ambos amores. E eu acho que nós temos tudo. Eu sim, pelo menos, porque tenho você.

Obrigado por me amar. Obrigado por permitir que eu aponte para o mundo um pouco sobre o que significa estar apaixonado.

Leonardo Fouchard

Written by

Um verdadeiro multiverso

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade