Float

and you can float too

… Acho que essa versão minha morreu de alguma DST e agora está apodrecendo atrás de algum armário. Fim de cena. Garota vai embora. Não existe mais história.

Eu flutuo,
ao lado dessa janela meus pés não encostam mais no chão.

Meu céu escuro.
não são seus olhos as luzes da praça,
mas meu pesadelo.

Todos nós podemos flutuar aqui,
longe de nossos corpos, 
para longe onde não me reconheço mais.

E se você quiser, pode flutuar comigo.
É só esperar o trem chegar,
pois ele está vindo.

Eu flutuo,
caindo para fora desse quarto velho.
Desaparecendo como pegadas na neve,
você não me reconhecerá.

— Anjo de Lata

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Leonardo Fuso’s story.