O coragem é corajoso?

O entretenimento além de fazer o óbvio, que é divertir uma pessoa, muitas vezes pode(e deve) retratar de uma maneira fragmentada o real. Colocando assim nos filmes, musicas, quadrinhos e livros um pouco da realidade humana, seja através de metáforas e/ou de uma maneira crua.

Dentro deste escopo as produções se debruçam na maior parte das vezes nos sentimentos humanos e tentam conversar sobre eles. O intuito desse texto é pegar alguns poucos exemplos da cultura pop e também discutir e oferecer uma visão do que passa no interior do ser.

Divertidamente e os seus sentimentos

Coragem idealizada

Segundo o dicionário Michaelis(2006) coragem é um substantivo feminino que tem como principais significados a bravura e ousadia. Ele é bem simplório e pode ser colocado como alguém que enfrenta o perigo em qualquer situação, o acaba nos remetendo a diversos personagens dos quadrinhos e filmes.

Como por exemplo o Rambo e Conan(o dos filmes), dois ícones, que enfrentam o perigo de certa maneira sozinhos, que de jeito nenhum recuaram, muitas vezes não são retratados com medo e que não desistiriam por nada da sua missão. E talvez isso seja o maior problema na retratação da coragem e que muitas vezes de uma ideia errada de como é uma pessoa corajoso.

Pode ser imaginar que dentro de um homem que enfrenta adversidades não há o medo, duvidas ou desconfianças daquilo que eles está fazendo. Então é formada a imagem de quem hesita e treme de frente alguma dificuldade, ele é medroso ou se preferir é um covarde. Mas será que é isso mesmo?

Conan e Rambo

Coragem real

No A Guerra dos Tronos(1996) de George R.R. Martin Brandon um dos filhos mais novos de Eddard Stark assiste o seu pai executar um condenado por ter desertado da patrulha da noite. É a primeira vez que ele vê um um procedimento de execução e depois de assistir ele conversa com seu pai:

– Está bem, Bran? — perguntou, não sem simpatia.
– Sim, pai — disse Bran. Olhou para cima. Envolto em peles e couros, montado no grande cavalo de guerra, o senhor seu pai pairava acima de si como um gigante. — Robb diz que o homem morreu bravamente, mas Jon disse que ele tinha medo.
– E o que você acha? — perguntou-lhe o pai. Bran refletiu sobre o assunto. — Pode um homem continuar a ser valente se tiver medo?
– Esta é a única maneira de um homem ser valente — seu pai respondeu.”

Ned coloca um ponto a mais na questão da coragem, ela só pode ser obtida quando se tem medo. Ter um sentimento de coragem não anula o medo, ele não são opostos que se anulam, eles estão unidos. Então o verdadeiro corajoso não é o que se mostra totalmente confiante e não teme a nada. É aquele que mesmo que esteja com medo e vontade de fugir do perigo o enfrenta.

Ned conversando com seu filho

Então o coragem se analisarmos por esse ponto, o coragem é sim corajoso, um dos mais. Porque em diversas situações salva a sua dona, mesmo que tremendo e gritando diversas vezes, ele não deixa de ir atrás dela.

Coragem o cão não mais covarde
Cachorro idiota! — Eustaquio Resmungão