Me disseram que você está melhor sem mim. Me disseram coisas que não quis ouvir ou imaginar. Passarinhos em todo lugar. Eles cantam e eu voou pra longe. Há prazer em me ver pensar que mais uma vez perdi.

Eu queria te dizer que sinto saudade, mas é mentira. Queria te dizer as mesmas coisas que disse antes, com a mesma certeza, mesma convicção. Mas parei pra pensar e é mentira também. Eu não conseguiria mentir como você. Minha sinceridade é conhecida desde sempre e mesmo que eu me esforçasse nunca daria certo. Eu tenho vergonha.

Quero te dizer que eu mandei você fugir de mim no começo porque já sabia que você iria sumir do nada depois. Quero te dizer que você foi uma filha da puta. Mas isso você ja sabe. Quero te dizer que quem deveria ter fugido e sumido era eu. Quero te dizer que eu não deveria ter insistido, mas eu sempre falho nisso. Eu sempre falho em tudo.

Por último quero te dizer que todos tinham razão quando disseram que você consegue o que quer, que você é carente e usa o quanto pode pra se satisfazer. Eu não fiquei surpresa. Você é tão previzível quanto eu sou otária.

Vou te agradecer, amor, por ter dado mais um tapa na minha cara, por ter abandonado o barco e me deixado sozinha. Vou te agradecer sempre por me lembrar que não há exceção.

Vou te lembrar, portanto, que tudo que vai volta, que o que a gente planta a gente colhe. o karma existe e é real. Esperarei você lembrar que falou que não seria o que você é. Esperarei você lembrar que disse que nunca seria tal tipo de pessoa e tão rapidamente você foi. Esperarei você lembrar cada vírgula enquanto a história se repete. Sempre a história se repete. Ciclos, você lembra?

Esperarei a sorte de esquecer que você existiu e passou por aqui.

Esperarei.

Com muito amor, espero que você se foda.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Letícia Figuerêdo’s story.