Letter of Intent — Trainee J&J

São José dos Campos, 21 de outubro de 2018.

Querido(a) leitor(a)!

Como você ainda não me conhece vou fazer uma pequena apresentação. Sou Letícia de Abreu Araújo, tenho 26 anos e sou formada em engenharia elétrica pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Sou a filha do meio de um casal incrível que sempre batalhou para que os seus filhos alcançassem seus sonhos. Hoje moro em São Paulo, pois trabalho na B3, a bolsa de valores, onde sou analista de inteligência de mercado.

Agora que você já sabe um pouco sobre mim, vou te contar uma conquista que alcancei recentemente e que foi também a realização de um sonho. Em março de 2018 viajei para Europa sozinha, para estudar em Londres e me aventurar em alguns países. Esse era um sonho de adolescência e me orgulho muito de ter conseguido realizá-lo através do meu esforço como estagiária da B3, pois após terminar minhas matérias presenciais na universidade, iniciei a busca por um estágio com o objetivo de economizar para concretizar meu intercâmbio.

Estagiar na B3 foi uma decisão assertiva para essa conquista e também foi um desafio superado, pois sou uma engenheira eletricista que foi contratada por uma das principais empresas de infraestrutura de mercado financeiro no mundo, um ramo até então desconhecido para mim, e estou certa de que minha dedicação levou a isso. Mas, mais do que isso, a lição mais valiosa foi o de autoconhecimento, percebi que trabalhar em uma grande empresa e economizar para alcançar algumas conquistas pessoais não era suficiente para eu sentir plenamente satisfeita. Descobri a importância da identificação com a área em que estamos trabalhando, por isso para participar de um processo de Trainee procurei com paciência as áreas e as empresas que eu me identificava.

Chegar até aqui só foi possível pela graduação, que foi a primeira grande conquista importante em minha vida, ela me trouxe anos de aprendizagens e crescimento pessoal. Na universidade fiz os meus melhores amigos e onde conheci o meu namorado, foi na universidade também que uma vez um professor me disse algo que me fez refletir, mudando minha forma de pensar e agir, ele ensinou a importância de se ter tranquilidade e determinação no que nos propusemos fazer, que devemos dar nosso melhor e mais importante, precisamos acreditar no nosso esforço para colher bons resultados.

O meu professor me falou em tranquilidade, pois eu sou uma pessoa dinâmica, como eu posso te explicar, eu sou aquela pessoa que enfrenta os problemas de frente, que não gosta de ficar parada e que é exigente e autocrítica na busca de fazer o melhor. E é assim que sou conhecida entre familiares e amigos, eu sou aquela pessoa que eles vão contar para realizar aquela tarefa que precisa ser feita ou resolvida sem procrastinação. Essa é uma característica herdada do meu pai, inclusive, quando meus amigos conhecem meu pai eles comentam a semelhança.

Outra característica marcante é minha alegria, sou uma pessoa de riso fácil, e procuro sempre levar isso às outras pessoas, nem que sejam em pequenas ações. Dessa forma, desde pequena sempre estive envolvida em ações voluntárias. No início, incentivada pelos meus pais e hoje porque é algo que me completa.

Além dos trabalhos voluntários eu tenho alguns hobbies e um deles é a leitura, como minha mãe é professora sempre fui incentivada a ler. Na minha infância eu devorava livros em um dia ou dois, mas essa paixão enfraqueceu na faculdade, pois foi necessário me dedicar aos livros acadêmicos. Felizmente, eu reencontrei a leitura no meu intercâmbio, quando estava estudando inglês percebi como a leitura fazia falta no meu dia a dia.

Os assuntos que hoje me fazem perder horas e horas lendo são sobre novidades relacionadas à tecnologia. Sou curiosa quando aborda novas descobertas, e se envolve geração de energia, energia sustentável ou ainda uma tecnologia que afeta a vida das pessoas de forma benéfica, pronto, prendeu minha atenção. Outro tema que também tenho interesse é sobre moda, acho interessante entender como as tendências chegam para nós consumidores e como as pessoas podem usar uma roupa ou produto que pode te ajudar a se expressar e mostrar sua personalidade.

Acredito que toda a minha trajetória e o que eu te contei até aqui possam me ajudar a te explicar porque escolhi o Trainee J&J, primeiro vou te contar uma curiosidade sobre mim, eu sou natural de Jacareí, cidade vizinha de São José dos Campos, então minha vida inteira eu passei em frente à fábrica da J&J e ouvi falar sobre ela através do meu padrinho que trabalhou anos na J&J. Mas esse ano a J&J apareceu na minha vida de uma forma diferente, eu tinha acabado de retornar do meu intercâmbio e estava planejando os próximos passos da minha carreira, quando a B3 em uns dos seus workshops sobre cultura apresentou um vídeo sobre a operação sorriso, onde alguns funcionários da J&J falavam seus depoimentos de como foi participar dessa ação. Com isso, procurei saber mais sobre essa operação e a empresa e percebi que os valores da empresa se identificavam com os meus. Por isso, quando a empresa abriu o processo de Trainee me inscrevi imediatamente e estou muito animada com o processo, espero que na J&J eu possa me desenvolver e fazer a diferença.

Finalizando a carta, eu vou contar no que eu gostaria que as pessoas pensassem quando se lembrassem de mim. Em como é importante oferecer conforto e possibilidades para pessoas que não tem capacidade financeira para tratar doenças e enfermidades, para isso, eu quero deixar ações pontuais para mulheres carentes no tratamento contra o HPV (que atinge aproximadamente 54,6% dos brasileiros entre 16 e 25 anos), hoje os recursos oferecidos para esse público no tratamento dessa doença não são os melhores e gostaria de contribuir ativamente para a conquista de avanços neste cenário.

Estou muito feliz de ter chegado até essa fase do processo, espero ver vocês na fábrica da J&J.

Letícia de Abreu Araújo