Alimentando nossa mente criativa

Assim como devemos nos preocupar com a qualidade da nossa alimentação para o bom funcionamento do nosso corpo, devemos cuidar também para que nosso alimento mental seja da melhor qualidade possível! Assim conseguimos turbinar nossa mente criativa, deixando-a em perfeito estado de funcionamento, prontinha para gerar insights no momento necessário!
Para tanto, é imprescindível que a qualidade dos nosso estímulos seja a melhor possível!

Absorvemos toneladas de informações ao longo do dia, e se não nos preocuparmos em filtrar o que entra em nossa mente e discernir o que é útil do que não é, nossa capacidade de gerar insights pode ser comprometida! 
Então, quais são as características de estímulos que valem a pena?? Todd Henry no seu livro "Criativo por Acaso" explica:

▪São desafiadores:

Devemos buscar estímulos que nos ajudem a desenvolver nossa capacidade de compreender coisas complexas, a sair de bloqueios mentais e considerar alternativas que nossas suposições habituais deixariam passar batido. Por exemplo, por mais que adoremos passar horas assistindo nossos seriados preferidos, podemos cuidar para inserir em nosso precioso tempo documentários sobre assuntos estimulantes;

▪São relevantes:

Quando mergulhamos de cabeça em algum projeto, devemos pensar em buscar estímulos específicos que nos ajudem a avançar naquele trabalho, assim conseguimos manter o foco mais efetivamente.

▪São variados:

É bom explorar tópicos de interesses divergentes, de diferentes mídias, analisar opiniões das quais talvez discordaríamos, para estimularmos novos padrões de pensamento e nossa capacidade de processar e conectar informações.

A dica sugerida é acrescentar em cada dia algum estímulo direcionado ao nosso crescimento pessoal (ler um livro, estudar alguma habilidade) e algum tipo de estímulo especificamente relacionado ao projeto em andamento.

Melhor ainda se nos anteciparmos e começarmos a fazer isso antes que a necessidade de insights seja urgente, pois dando uma margem de tempo às nossas mentes, preparamos o terreno e ganhamos um feeling mais preciso a respeito da resolução dos problemas que podem vir a surgir, uma vez que estivemos intensamente mergulhados em estímulos relevantes.