SUA opinião é problema SEU!

Porque deixamos o controle de nossas vidas na mão dos outros?

Alguns anos atrás, passei por uma vivência muito interessante, que me despertou para o fato de que, em geral, damos o controle remoto de nossa “tv interna” (emoções, sentimentos, desejos, etc), para todas as pessoas ao nosso redor, menos a quem mais deveria interessar: nós mesmos.

Tenho percebido, cada vez mais, que o que todos nós queremos é nos sentir amados (ok, sei que toda regra tem muitas exceções, mas falarei aqui da minha visão de maioria, tudo bem?).

De alguns tempos para cá, comecei a ficar mais atenta às minhas atitudes e reações e também dos meus pacientes, amigos e pessoas ao meu redor, além de livros e materiais, e percebi que a maioria de nós pauta toda uma vida na opinião dos outros.

Se eu começo meu dia recebendo um lindo elogio, meu semblante fica mais leve, meu dia mais fluido e as coisas parecem que caminham melhor. Mas, se pouco depois vem alguém e me faz uma crítica, ou me xinga, minhas emoções e sentimentos já se alteram novamente para o negativo.

Deixamos claramente nosso humor ser “trocado” a cada momento por pessoas e situações externas a nós!

E como se não bastasse isso, deixamos claramente que a opinião dos outros afete nossas escolhas!

Como assim? Sim! Algumas vezes isso é até consciente para muita gente… Mas a maioria das vezes, isso se dá sem termos ao menos consciência disso! Assim passamos nossas horas, nossos dias, nossas vidas!

Certamente alguns de vocês estão pensando: “Ah, mas é assim que é…” e eu digo para vocês, por experiência própria e libertação: NÃO PRECISA SER.

Ao tomar consciência disso, em cada momento que nossas emoções, sensações e sentimentos mudam pela opinião, reação ou sentimento do outro, eu posso decidir! Sim! Eu posso decidir se isso vai me afetar ou não! É, simples assim!

Faça um teste: a próxima vez que alguém lhe disser algo que não goste, tome consciência e tome o controle de sua vida de volta para você, decidindo ficar no canal da paz, da harmonia…

É claro, isso é simples, mas nem sempre fácil, pois demanda treino! Mas eu posso te garantir, quanto mais você treinar, mais você terá em suas mãos o controle de suas emoções! Não é isso que você procura?

Mas terá um “efeito colateral”… Acabam-se as desculpas e a facilidade de colocar “a culpa no outro”.

Afinal, você quer ser feliz ou culpar os outros por não ser?

Like what you read? Give Letícia Taveira a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.