O preço do imediatismo

Em entrevista à revista Época, Ronnie Von disse a seguinte frase: “Perdi o melhor contrato da minha vida”. Nesta entrevista ele explica que havia recebido uma proposta milionária, na década de 70, para ter uma carreira internacional. Seu empresário, que era tido como uma pessoa muito competente, já que também cuidava de Roberto Carlos, Elis Regina, Simone e Benito de Paula; o convenceu a não aceitar tal proposta. Só depois de algum tempo é que Ronnie Von percebeu que seu empresário era imediatista. Ele também disse: “Há quem diga que não existem erros. Acho isso uma bobagem. Esse foi um erro horrível do qual me arrependo até hoje.”

O que podemos aprender com esta experiência de Ronnie Von?

1º) Todos nós seres humanos erramos. O profissional pode parecer ser o mais competente possível, mesmo assim é passível de erro.

2º) Toda decisão que tomamos traz consigo efeitos positivos ou negativos a curto e longo prazo. Então, é melhor tentar acertar o máximo possível.

3º) Há momentos na vida que o feeling vale mais do que qualquer experiência ou currículo de sucesso.

4º) Quem pensa só no curto prazo (imediatista), não consegue enxergar os resultados de uma decisão em longo prazo.

5º) Cuidado em quem você confia. Por mais competente que uma pessoa pareça, pode haver alguma situação em que você consiga perceber melhor a oportunidade do que o outro.

6º) Se você estiver em uma situação que pode literalmente mudar sua vida toda, este é o momento que você precisar ter mais sabedoria e se vigiar para não ser dominado por ideias ou decisões erradas.

Vigie-se, vigie as suas decisões. Perceba se quem está decidindo é você ou o outro e tente descobrir, com sabedoria, quem está certo.