Onde está a sua perfeição?

Carlos Drummond de Andrade disse: “A ideia de perfeição constitui uma imperfeição humana”.

Esta afirmativa nos mostra algo que é tão importante mas que a maioria de nós não consegue perceber, que é a paranoia que vivemos hoje em dia em busca da perfeição. Homens buscam a mulher perfeita, mulheres querem o homem perfeito, recém formados querem o emprego perfeito, jovens malham por um corpo perfeito. Mas existe o perfeito? Se existe, é perfeito para quem e por que?

A sociedade cria várias mentiras que são repetidas automaticamente por seus membros, entre elas está a venda da ideia de que o perfeito existe e que podemos tê-lo, é só pagar e levar.

O êxito pode ser entendido de várias formas, então vamos vê-lo como a satisfação de uma tarefa cumprida, o prazer em fazer o que se gosta e consequentemente a finalização de uma meta com lucros financeiros e emocionais.

Já que não existe ser humano perfeito, porque então uma pessoa busca a perfeição em outra? Talvez o adulto esteja buscando aquilo que acredita ter perdido. Como podemos perder o que não temos? Então, na verdade, estamos buscando o que nunca existiu e por isso sofremos, nos magoamos e nos frustramos.

Que tal parar de cobrar a perfeição de si mesmo e dos outros? Que tal focar no resultado, no êxito; mas sem paranoia ou opressão. Pare de cobrar do outro aquilo que nem você tem. Como uma pessoa pode ser tão exigente e demandar do outro algo que não existe? Nossa natureza humana é traiçoeira e perigosa, ou seja, somos nosso próprio inimigo quando vivemos mentiras como se fossem verdades. Assim, sofremos e trazemos sofrimento para os que nos cercam. Onde está o prazer em humilhar, em se sentir superior?

Que sua vida seja cheia de êxitos dentro da sua imperfeição humana.