Por que a natureza humana é tão ingrata?

Por incrível que pareça, grande parte da humanidade é ingrata. Talvez você se assuste ao ler esta afirmativa, mas se pensar com calma vai perceber que você já foi ingrato(a) com no mínimo uma pessoa. É muito fácil lembrar o que alguém deixou de fazer por você, mas a intensidade da lembrança diminui quando é para lembrar quem já te ajudou de alguma forma. Provavelmente, alguns leitores deste post pensarão:
 — Eu não sou assim, eu lembro de todos que me ajudaram.
 Infelizmente há uma enorme chance de você estar enganado(a), pois nosso inconsciente bloqueia muitos dos momentos bons que já tivemos desde quando nascemos até hoje.
 Vou fazer algumas perguntas simples e você perceberá que já esqueceu de muitas pessoas que te ajudaram em algum momento da sua vida:

1) Quem já te deu carona naquele momento que você estava implorando a Deus para aparecer alguém?
 2) Quem te escutou em momentos que você precisou bastante de um amigo(a)?
 3) Quem te deu algo e nunca te cobrou?
 4) Quem te falou daquela vaga para trabalhar na empresa “x”, você foi lá e conseguiu a oportunidade?
 5) Quem te deu conselhos bons e você decidiu se usaria os conselhos ou não?
 6) Quem abriu mão de um tempo que tinha para descansar e te recebeu para escutar suas queixas ou problemas?
 7) Quem sempre te desejou o bem e te apoiou em seus projetos?

Com estas pequenas perguntas, deve ter vindo à sua mente no mínimo uma pessoa que já te ajudou e você nunca mais procurou esta pessoa para agradecer, nunca mais lembrou do acontecimento, a informação apagou de sua mente e sem perceber, de alguma forma, você foi ingrato(a). O interessante é que facilmente, nós seres humanos, conseguimos nos lembrar de quem foi ingrato(a) conosco mas temos dificuldade de lembrar se já fomos ingratos com alguém.

Esta é uma pequena reflexão que serve para nos mostrar que há muito para aprender.