O marketing e esse tal de conteúdo.

Geralmente quando falamos de estratégia de Conteúdo relacionamos aos profissionais de web. Porém a estratégia de conteúdo vai muito além do meio digital.

Estratégia é um plano para se chegar a um determinado objetivo. A estratégia de Conteúdo serve para que todos os elementos de um projeto tenham suas funções no decorrer de um projeto/campanha, mas que se encontrem numa solução final não precisa ser unicamente digital.

Então, como pensar estratégia de conteúdo relacionada ao Marketing em geral e não somente ao digital?

Li um post muito bom do Jeremy Baldwin de 2010, sobre essa questão. Nesse post, Baldwin comenta que o impacto do conteúdo e da experiência do usuário deve ser o centro de qualquer prática de marketing, e que a estratégia de conteúdo deve sair do domínio do especialista em web e vir para o centro das atividades diárias do marketing contemporâneo.

A parte mais interessante é que Baldwin sugere um novo gênero de estrategista, que integre a visão de comportamento do consumidor trazida pelo planejamento tradicional, a valorização de modelos mentais e as demandas dos consumidores através de pesquisa aliadas as sutilezas do especialista social para construir uma quadro de interação. Esse profissional deve buscar um modelo de estratégia de conteúdo que nos mostre em que tipo de diálogo investir.

Os três níveis relacionados a conteúdo e suas diferenças:

Estratégia de conteúdo está preocupada com os sistemas e processos para a estruturação, organização, gestão e criação de conteúdo. É o mais próximo ao tradicional profissional que trabalha com experiência do usuário.

Estratégia Editorial está preocupada com o que dizer e para quem. Abrange mensagens, temas, tópicos, pontos de vista e como eles são expressados. É o mais próximo com os escritores e especialistas em pesquisa.

Marketing de conteúdo abrange a forma de conduzir conversas em torno do conteúdo. Como usá-lo para atrair a atenção engajamento e participação. É mais próximo ao tradicional profissional de comunicação e marketing.

Concordo que as marcas e suas agências devem deixar de encarar a estratégia de conteúdo como algo que os caras da web fazem. A estratégia tem que englobar todos os pontos de contato de uma campanha com o público, seja um anúncio, um site, um vídeo no Youtube ou um comercial de TV, todos devem ter um objetivo comum.