E se eu for uma pessoa horrível?
Babi Vanzella
1705

Excelente texto, Babi. Ser melhor ou menos horrível é mesmo um exercício diário. Têm dias que tiramos nota 10, em outros ficamos na média, mas o importante é ter a consciência de que sempre podemos evoluir, basta querer.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.