This story is unavailable.

Adorei a forma como você transformou a palavra "nada". No começo ela era leve, suas inquietações eram poucas e não incomodavam muito, com o tempo o "nada" foi crescendo trazendo um enorme pesar a palavra que antes era leve como pena. Ou seja, quanto mais você repetiu mais pesada ela ficou. Brilhante.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.