Boa tarde, Lincon.
Julia Guimarães Barbosa
31

Legal, Julia!

Acho ótimo tudo isso e agradeço pelo que você escreveu. A verdade é que o seu e todos os outros comentários aqui, e os debates que o texto vem gerando, estão fazendo de mim uma pessoa melhor. Isso porque estou super aberto a aprender e disposto a observar por ângulos que antes eu não me atrevia a olhar.

Por exemplo, eu nunca tinha pensado sobre isso da crítica literária que ainda carrega esses critérios de valoração até hoje. E também sobre a literatura feita para mulheres ser produzida por homens até pouco tempo atrás. Sua resposta me colocou pra pensar um bocado, e ainda vou refletir por um bom tempo sobre detalhes para os quais você me atentou. Obrigado pela indicação de leitura. Pretendo sim me aprofundar mais e seguir estudando.

Sobre a parte que você julga ser problemática em meu texto, vou continuar quebrando a cabeça sobre ela, pois ainda não sei o que pensar (depois do seu texto).

Eu concordo sim quando você diz que existem muitas mulheres que produzem. Consumo muito do seu conteúdo, como falei no texto. Apenas me apoiei em dados que indicam que ainda assim as mulheres formam um número menor que o de homens (e nisso a gente não está falando apenas de produção literária) e tentei refletir sobre as razões disso. Até indiquei a série de vídeos da campanha do Youtube que visa dar mais visibilidade ao trabalho feito pelas mulheres na plataforma.

Talvez eu possa ter escolhido uma forma não tão adequada para construir a frase nesse momento isolado. Mas acredito que o texto como um todo se explica bem num contexto maior. Não era pretensão sugerir que vocês precisam de minha ajuda ou dos homens em geral para criar, longe disso. Só narrei uma experiência minha que me trouxe uma percepção mais apurada de uma problemática e considerei interessante compartilhar. Acredito que a mensagem (com os debates agregados nos comentários, que foram ótimos) possa servir para a reflexão de homens e mulheres de uma forma geral.

Quando convido os homens para o consumo de mais conteúdo feito por mulheres é uma forma de dizer que não deixem de consumir apenas por conta da autoria feminina, como muita gente aqui concorda que é um problema, e foi o ápice da discussão na minha aula que me levou a pensar a respeito.

O assunto gera muito debate, principalmente pra mim que estou começando os estudos agora e tenho muitas dúvidas e perguntas a fazer. O ideal mesmo seria uma conversa legal, em tempo real. Mas vamos seguindo.

Fico feliz quando você diz que percebe que já estou em outro lugar. Vou continuar me aprofundando e me esforçando para entender mais essas questões. Obrigado, mais uma vez, pelo comentário. Irei continuar refletindo sobre e assim que puder irei fazer as leituras que você sugeriu.

Se quiser me escrever mais alguma coisa e até continuar a conversa, pode me chamar no email (que está na descrição do meu perfil). ;)

Abraços!