Acho que seu texto e o comentário citado são um bom resumo e tocam no xis da questão.
Michelle Iglesias
11

Michelle, isso de que as pessoas estão cada vez mais procurando algo com o que se identificam é uma verdade grande e algo contra o qual tenho lutado. Trato isso em minhas aulas, puxando mais para o lado da informação que vem até nós, conduzida pelos algoritmos das mídias sociais, ser baseada nos nossos interesses e gostos mais publicizados (mas isso aí já seria tema pra outro texto).

Por isso, um dos hábitos que tenho buscado cada vez mais é me abrir para coisas novas, diferentes, fora do que vem rodeando minhas áreas de conversa. Buscando coisas que até me gerem desconforto, mas que me ajudem a pensar com outros olhos. Acredito que assim a gente aprende mais. E isso é algo que tem que partir de nós, porque se for depender da informação que a rede nos joga, vamos continuar na nossa bolha.

Muito obrigado pela leitura e por ter vindo comentar!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.