10 propostas para purpurinar Salvador!

O respeito, a garantia de saúde, emprego e educação para a população LGBT são elementos fundamentais que fazem uma cidade ser realmente democrática. Em Salvador, a população LGBT segue à margem das políticas dos governos. Nossas meninas e mulheres trans na maioria das vezes se resignam à prostituição por sofrerem violência diariamente nos espaços públicos como escolas, postos de saúde e até mesmo praças públicas, sem que tenha política efetiva de combate à LGBTfobia por parte do poder público que deveria garantir o bem de todos. Precisamos ocupar as ruas e a política por mais direito e tirar Salvador do armário.


1- Clínicas especializadas no atendimento das LGBTs, com profissionais preparados e treinados;

2- Delegacias voltadas para o atendimento das LGBTs e política de treinamento da Guarda Municipal para que atendam da melhor forma as LGBTs.

3-Projeto Educação com Diversidade, organizando semanas de debates para estudantes, professores, mães, pais e para a comunidade;

4- Casa de acolhimento para LGBTs expulsos de casa e/ou em condição de rua;

5- Nome social respeitado e garantido em todos os espaços públicos e privados;

6- Observatório contra a LGBTfobia, que reúna dados sobre a população LGBT e a violência LGBTfóbica.

7- Punição a veículos de mídia e músicos que discriminem ou ridicularizem LGBTs;

8- Campanhas de inserção de pessoas transsexuais e travestis no mercado de trabalho, escolas e universidades;

9- Guarda municipal qualificada na defesa das LGBT;

10- Certificados de espaços livres de preconceito, votados por meio de uma plataforma virtual.

|| Nossa campanha é construída de forma colaborativa. Tem alguma proposta, dúvida, sugestão, desabafo? Acesse nossas redes! ||

facebook.com/LinnaRamos50 twitter.com/LinnaRamos50 | WhatsApp: (71) 98123–0429

Like what you read? Give Linna Ramos a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.