na minha pele uma curva,

a marca dos teus dedos, o trajeto da língua. os pelos que se excitam, as veias que saltam, o arrepio que me causo. na minha pele há registros e lembranças, há o prazer e a dor e as linhas. a pele é caminho, é escudo. na pele limpo, na pele sujo, na pele saboreio. sente o contato sem toque, fixa o abraço quando guarda o cheiro.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated L I S A’s story.