Para ler aos 40

Querida Eu,

Resolvi escrever essa carta para ter certeza de que daqui a 18 anos você continuará seguindo os meus planos. Você sabe que esse pessoal do signo de Touro adora roteiros e regras, mas também sabe que eventualmente essa sua Lua em Aquário desperta aquela vontade de ser “diferentona” e mudar tudo. Sugiro que você releia essa carta no dia 2 de maio de 2034, no seu aniversário de 40 anos.

Espero que nesses 18 anos você tenha se tornado mais forte, mais segura e mais tranquila com os imprevistos da vida. Você sabe que lidar com pontos fora da curva nunca foi o seu forte.

Espero que você esteja satisfeita com a sua profissão, seja dentro da arquitetura ou não. Afinal, quem disse que uma decisão tomada aos 17 anos merece ser levada a sério pelo resto da vida?

Não sei se você teve filhos, mas espero que esteja criando seres humanos maravilhosos, desconstruindo todos os dias os preconceitos que a sociedade nos impõe e ensinando que a felicidade é uma busca individual que muitas vezes reflete nossas ações coletivas. E se você não teve filhos, saiba que a sociedade não tem absolutamente nada a ver com as escolhas de cada um.

Espero que você acorde todos os dias se sentindo linda. Não importa se as rugas já começaram a aparecer ou se você ganhou uns quilinhos, celulites ou estrias a mais nesse tempo, pois no fundo você sabe que a beleza acontece de dentro para fora. Por isso, além de beber muita água, comer direitinho e praticar exercícios físicos, cuide da sua cabeça e faça o bem para todos ao seu redor. Ah! E vê se desiste daquele tratamento caro para estrias em troca de uma viagem maneiríssima. Só não abra mão do protetor solar, por favor!

Por falar nisso, aquela listinha de lugares a conhecer já está bem avançada, não é mesmo? Sei que aquela menina cheia de planos, sonhadora e pé no chão permanece viva dentro de você. Espero que você tenha mantido a frieza e racionalidade necessárias para as obrigações e o idealismo essencial para os novos sonhos.

Desejo de coração que você ainda se impressione com cada pôr-do-sol e que ainda seja apaixonada pelo mar, que continue aproveitando cada segundo da degustação de vinhos, cervejas e comidas gostosas e ainda encontre prazer naquele soninho da tarde. Além disso, gosto de acreditar que você está sempre cercada por pessoas incríveis, mesmo que nem todas estejam presentes fisicamente. Afinal, como já dizia Vinicius, “a vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida”.

Espero que você não tenha se deixado vencer pelo comodismo de um emprego mais ou menos ou pela ganância dos que vendem suas vidas em troca de dinheiro. Lembre-se de que aos 22 anos tudo o que você queria era conforto e paz, sem exageros e acúmulos desnecessários. Lembre-se da energia ruim que os bens materiais em excesso carregam consigo.

Torço para que a adulta do seu tempo olhe para a menina do meu tempo com orgulho e carinho. Prometo que estou me esforçando, ok? Para ser bem sincera, espero que você nunca tenha seguido os conselhos daqueles que diziam que você deveria “sossegar”. Só temos uma vida para viver e quem deseja se manter em equilíbrio deve permanecer sempre em movimento (ah, já aprendeu a andar de bicicleta direito? e o carro? já virou aquela superpilota destemida que você sempre quis ser?).

O objetivo dessa carta é te fazer refletir e reviver um pouco daquela menina dos 20 e poucos anos. Quero me certificar de que tudo ocorreu conforme o planejado, mesmo sem os planos definidos. Quero que hoje você olhe para trás e pense que tudo valeu a pena, que tudo aconteceu como deveria. Ao mesmo tempo, desejo que seu coração continue repleto de sonhos e planos para o futuro.

Ainda assim, quando vier aquela incerteza sobre os acertos passados e acontecimentos futuros, lembre-se daquela palavrinha que você adorava quando era mais nova: MAKTUB. “Já estava escrito. Tinha que acontecer.” Espero que você tenha encontrado o lugar ideal para fincar suas raízes, mas continue desfilando com suas asas por aí, seja sozinha ou acompanhada.

Um beijo carinhoso.