procrastinação

Foi horrível voltar a pensar em você, admito. Deixar de lado um sofrimento na tentativa de anular a dor ao evitar sentí-la, só faz com que as consequências ressurjam momentos depois, com muito mais força por terem se acumulado feito juros, e com muito mais agressividade por serem anacrônicas.

Contanto, tenho que admitir: é realmente muito maravilhoso poder sentir. Me blindei por muito tempo, ficando em um estado de transe, sem manifestar nenhum tipo de emoção. E por mais que esse turbilhão de sensações me desgaste, é inegável que sentir algo depois dessa dor anestesiante dá esperança.

Não me sinto mais cadavérica. Voltei a brilhar apesar desse bombardeio constante dentro do meu coração.

E, com tudo isso, aprendi que a pior guerra interna que existe é aquela que negligenciamos. Não é porque nos refugiamos em distrações para evitar sentir, que ela não continua acontecendo.

Tomar posse das suas sensações, por piores que elas sejam, é a verdadeira alforria da alma.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.