Fim de jogo

Apenas um passo. É só isso. Um mero passo. Te juro que não vai doer, você não irá sentir nada. Já estará em outro mundo quando seu corpo atingir o chão. 
 E tudo finalmente poderia ter um ponto final. Só um pé é necessário. Um movimento e pronto, tudo estará muito melhor. Um pé, e um pouco de coragem. Talvez um monte. Talvez uma montanha. Ou uma cordilheira. E qualquer problema que te tenha cruzado o caminho ou que lhe apareceria no futuro vai sumir, como se nunca tivesse existido. Nada importará mais. Absolutamente nada. Afinal, que problemas um corpo frio poderia ter, certo?
 Apenas ignore esses pensamentos que estão brotando em sua cabeça. Sua mãe vai entender quando descobrir o que aquele professor fez com você. Seu pai vai chorar por alguns dias, mas vai superar. Ninguém deveria passar pelo que você passou, querida. Você foi apenas mais uma vítima da podridão humana. Mas relaxe, se Deus realmente existe, ele vai te vingar. Aquele maldito vai ter o que merece, meu amor. Não se deve abusar da inocência de uma menina desse jeito. E pensar que ele, como um professor, é o administrador do futuro da nação. Que ironia repulsiva.
 Mas tudo vai melhorar logo. As pessoas que nunca falaram com você farão textos dizendo o quão ótima você era, inclusive as que lhe trataram mal. Como aquela menina que começou a espalhar o boato que te trouxe até aqui e o rapaz que deu em cima de ti por ouvir por aí que “você dormia com todos”. Dirão algumas coisas bonitas, como “o céu ganhou mais uma estrela hoje” e todas aquelas baboseiras ridículas cheias de mentiras de sempre. Todos terão essa falsa pena, mas remorso? Para isso seria necessário um coração e um cérebro e eles estão ocupados demais não se importando com nada disso para criarem algum dos dois.
 Daqui algumas semanas você não vai passar de uma memória para seus conhecidos. Uma trágica história que todos contarão aos filhos e posteriormente aos netos. Um exemplo de menina que não deve ser seguido. E com o passar do tempo, nem isso mais. Afinal, histórias como a sua tem prazo de validade. Sabe bem disso, então, por quê não? Vamos, Elena, é só um passo. Só empurrar sua perna para frente e perder o equilíbrio já perdido. Não se preocupe com nada, meu bem. Você sabe que é isso que quer. A vida na Terra não é melhor que a morte nela.
 
(Ronaldo Gomes)

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Literavivo’s story.