E não me pare não

Foto: Theatrum Fotografias

Entre acordar, me arrumar, preparar um café correndo e tomá-lo no meio do caminho, chegar em algum lugar ou não chegar, será que eu chego? De repente eu não estou mais lá, eu estou na minha vontade de parar, na minha vontade de tomar um porre ao meio dia, de arrancar minha roupa no meio da rua, de jogá-la num lixão e colocar fogo, de tragar toda a fumaça e ficar mais louca, mais louca do que eu nasci e sem motivo algum, eu me procuro, procuro por desejos, procuro por motivos pra desejar e eu encontro e que vontade que me dá, assim, bem no lugar nenhum, bem no meio do nada, eu quero muito e não são nem cinco horas da tarde e eu nem tenho seu número, mas ah se eu tivesse… que loucura seria, que loucura a minha, que loucura eu sou, assim, sem fim

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.