Lívia, muito legal seu artigo.
Marcelo Furtado
11

Oi, Marcelo! Fico feliz que tenha curtido o post. Espero que tenha agregado em algo pra ti. Vou fazer uma resposta meio longa, mas é só pra explicar bem o contexto, tá? hahaha

Aqui na RD trabalhamos com o modelo Spotify de desenvolvimento de produto. Temos pequenos times multidisciplinares e autônomos especializados em partes do sistema. Na prática isso significa que temos um ou dois designers em cada um desses pequenos times.

Para não perder a consistência visual do software, e manter o contato com pessoas da mesma área (designers, PMs, front-ends, back-ends, etc), nós temos os Chapters.

Tem um resuminho mais fácil aqui: http://blog.kevingoldsmith.com/wp-content/uploads/2014/03/Screen-Shot-2013-11-09-at-7.30.08-AM-1024x644.png

Dentro do Chapter de Design temos inúmeros projetos, como o de Personas. Foram feitas diversas entrevistas, remotas e presenciais, para identificar essas Personas. Além desse ponto de contato, também fazemos testes de usabilidade e participamos das conversas dos usuários com o time de sucesso do cliente.

O workshop foi feito entre um desses times multidisciplinares, usando o insumo coletado pelo Chapter de Design. :)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.