O que eu faço para me manter motivada?

“Motivação (do Latim movere, mover) refere-se em psicologia, em etologia e em outras ciências humanas à condição do organismo que influencia a direção (orientação para um objetivo) do comportamento.

Há alguns meses comecei a refletir e me questionar sobre como fazer para que as pessoas ao meu redor estivessem motivadas com algumas atividades que são parte da nossa rotina. Troquei muitas ideias com pessoas distintas, li um pouco e tentei observar mais. Então alguém me abriu os olhos ao lembrar que a motivação não é como uma injeção, que você aplica na pessoa e a partir deste ponto ela começa a reagir, florescer. A motivação deve vir internamente, a partir de si próprio.

Com isto iniciei uma jornada de auto-análise e reflexão sobre o meu dia a dia e as forças que fazem com que eu esteja sempre buscando algo mais. Minha personalidade é representada pela busca constante de atividades novas, diferentes, resultados e aprendizados. Eu gosto muito de conversar e acredito fortemente que toda pessoa tem algo para nos ensinar, a sua experiência de vida é o suficiente para trazer uma visão diferente do que estamos habituados. E nós devemos estar sempre aprendendo.

A partir daí eu segui me indagando coisas como: o que este projeto é para mim? Que história eu quero contar no fim deste momento? O que eu acredito que seja um relacionamento bem sucedido? Como eu posso ser uma pessoa melhor no trabalho? A cada ponto, muito pensamento, muita análise, muita busca por auto conhecimento. Eu queria entender de que forma eu poderia tirar o maior proveito possível das coisas que constroem a minha rotina e entender se elas fazem ou não sentido para a minha vida.

Intencionalmente eu comecei a me esforçar, muito, para reclamar menos. Para entender quais as minhas expectativas, o que eu sonhava que deveria acontecer, o que aconteceu de verdade e como tirar um aprendizado da situação. É preciso disciplina, é preciso força de vontade e é preciso insistir. Muitas vezes eu agia da forma comum e automática que sempre fiz. A reflexão me ajudava a entender o caminho que eu escolhi e quais seriam as outras opções ou outras formas de fazer a mesma coisa.

Mas talvez o mais importante de tudo é fazer algo que faça sentido para mim. Algo que eu acredito, que eu goste muito e que pode fazer de mim uma pessoa melhor. Não é fácil e nem sempre temos estas escolhas, mas é preciso buscar se conhecer para conseguir entender que “algo” é esse
e buscar ajuda para chegar lá ou para trazer isso para o seu caminho.

Meu trabalho de conclusão de curso foi sobre um tema que me encantava, eu simplesmente era incapaz de parar de escrever e pesquisar. Tive que tomar muitos puxões de orelha para entender que eu deveria analisar um espaço determinado de tempo, se não eu nunca ia parar.

No meu projeto atual, vejo que podemos abordar as coisas por outro ângulo, falar mais sobre a perspectiva de produto e sobre a fatia toda do bolo. Ainda acho que sei pouco sobre isso, mas não consigo parar de tentar, de buscar aprendizado, de entender que métricas utilizar, como os processos poderiam ser diferentes e buscar formas de criar oportunidades para trabalhar desta forma.

No meu relacionamento, eu tenho um sonho de vida a respeito da forma que eu acredito que uma família deve ser. E junto do meu companheiro, tentamos construir isso, aprender com os dias, errar, acertar, crescer. Aprender que o sonho está longe da realidade, mas que é o nosso papel trilhar uma forma real de evoluir sempre mais um passo.

Eu sei que o impulso interno que me move hoje é o amor.
E viver um processo demorado, difícil e longo de autoconhecimento que me ensina todos os dias as coisas que eu quero para mim e o que eu não quero. Como dizer não. Como ser intencional. O que eu aprendi. O que não fazer. Como criar novas oportunidades para o que eu acredito. Como eu posso levantar amanhã e fazer estas 24 horas melhores do que foram as de hoje?

--

--

Brasileira, tecnologista, apaixonada por livros, séries e filmes.

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Luciana Maria Gerhard

Luciana Maria Gerhard

Brasileira, tecnologista, apaixonada por livros, séries e filmes.