Não sei se odeio o mundo ou as pessoas

Não é que eu queira que a humanidade acabe, ou que caia outro meteoro gigante sobre a Terra, como algumas pessoas têm orgulho de desejar isso aos quatro ventos.

Não é também que eu seja pessimista ou mesmo que deseje o mal para os outros. Pare de me rotular, por favor. Mesmo que tudo desse certo, E MESMO QUE EU ME SENTISSE ABSOLUTAMENTE FELIZ, tenho a consciência de que o mundo o qual conhecemos é um lugar ruim, e as pessoas, em sua natureza humana, também.

Não é porque nosso planetinha e sua gente seja capaz de nos oferecer coisas agradáveis que isso seja mentira. É só parar para pensar um pouquinho, exemplos aqui nem são necessários. Não lembro tão bem como é o mundo através dos olhos de uma criança, mas acho que até uma pode entender isso.

Inclusive posso dizer que tenho muita “sorte” (tenho momentos de “azar” também). Já aconteceu algumas vezes de eu parar para analisar uma situação e pensar: “Porra, o Universo conspira mesmo ao meu favor”. Portanto, sei ser grata, mas minha opinião continua a mesma.

Talvez essa perspectiva seja um dos motivos pelos quais eu sou e sempre fui tão apegada a Deus e à minha religião. De uma forma diferente, isso me conecta mais a Ele, me faz ter mais fé e tudo parece que faz mais sentido. Não busco uma vida terrena perfeita, livre de quaisquer males, porque sei, sinto, que existe algo melhor, diferente de tudo que conhecemos. Jesus tentou explicar isso da melhor forma possível pra gente.

Ah: não se engane como meu título sensacionalista. Não acho verdadeiramente que odeie o mundo ou as pessoas, mas isso de modo nenhum contradiz meu texto.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Luana’s story.