Aloha!

Poucas, bem poucas pessoas neste país nunca ouviram falar a respeito da Avon. Marca americana fundada em 1886 sob o primeiro nome de The Californian Perfume Company, é especializada em produzir cosméticos e produtos de beleza. Muito provavelmente você tem alguém na família que vende ou já vendeu produtos Avon, afinal são mais de 6 milhões de revendedores pelo mundo, usando (ao menos no Brasil) o tradicional modelo de venda por catálogos. Há algumas semanas a marca atualizou seu logotipo.

Image for post
Image for post

O projeto em si

O antigo logo era ok. Nada de mais, nada de menos. Não era memorável, mas não era problemático. Cumpria bem seu papel, principalmente numa arquitetura de marcas onde existem produtos que possuem marcas tão fortes e tão bem exploradas como a própria Avon (ex: Renew). Poucos devem ser os que diziam nas rodas de conversa entre colegas designer a Avon precisa melhorar esse logotipo — diferentemente da Decolar, mas isso é assunto pra outro artigo — logo a mudança pegou a todos, de alguma forma, de surpresa. …


Image for post
Image for post

Aloha!

Complexidade. O dicionário de língua portuguesa nos ensina que essa palavra indica, entre tantas outras coisas, característica do que é de difícil compreensão ou entendimento; qualidade do que é difícil, complicado, confuso; qualidade daquilo que possui múltiplos aspectos ou elementos cuja as relações são incompreensíveis.

Falar sobre complexidade e Design dá muito pano para manga. Existem alguns livros que falam sobre essa relação; diversos profissionais que, com suas experiências, tem suas visões. …


Image for post
Image for post

Aloha!

(Importante abrir esse texto dizendo: ele reflete a opinião do seu escritor, que busca colocar um ponto de vista na discussão. Estamos longe de tentar afirmar uma verdade absoluta, até porque ela nunca existe. :)

A Cinemateca Brasileira é a instituição responsável pela preservação da produção audiovisual brasileira. Desde 1940, desenvolve atividades em torno da divulgação e da restauração de seu acervo, com cerca de 200 mil rolos de filmes. [Wikipedia]

Criada há 70 anos, a Cinemateca Brasileira é uma daquelas instituições sem fins lucrativos que fazem um trabalho maravilhoso mas pouco conhecido pelo grande público.

O logo da instituição foi criado por Alexandre Wollner em 1954. E esse logo é o objeto dessa pequena reflexão. …


Image for post
Image for post
Digio, o novo (e primeiro) concorrente da Nubank

Aloha!

Quem não gosta de empresas e marcas sinceras, que facilitam a nossa vida, que entregam serviços de qualidade. Quem? Grande parte dessas empresas são frutos de mentes empreendedoras jovens, que desafiam o status quo para criarem algo que realmente faça diferente.

E por favor, não estou aqui falando de inovação-disruptiva-mindset-do-balacobaco. Apenas algo real: melhorar um serviço que já existe.

O Uber é um deles. Sem entrar no mérito da regulamentação (ou não), comento apenas o serviço: quem já andou de taxi sabe como é, e quem já experimentou Uber também sabe. Evolução, praticidade, tecnologia, rapidez, bom tratamento, não exploração, atenção aos detalhes… enfim, coisas assim fazem do Uber o Uber. Ele desconstruiu e construi de uma nova maneira um serviço que, convenhamos, poucos cogitavam uma evolução. …


Image for post
Image for post

Aloha!

Algo bacana que um designer sempre pode fazer, principalmente os que desenham logos, é guardar seus cadernos de rascunhos (ou sketchbooks). É uma forma interessante de revisitar tanto o projeto bem como a forma que se projetava, afim de fazer um paralelo entre antes e agora. Não apenas isso, mas vai que você participa de um projeto em que a marca se torna gigantesca (as vezes mundial), o caderno acaba se tornando um jóia rara, quase que um livro de fetiches para outros designers.

Art Chantry compartilhou em seu Facebook algumas imagens do caderno de Doug Fast, designer que em 1987 foi responsável pelo redesenho do logo da Starbucks, após a compra da empresa por Howard Schultz, quando adotou o verde e a sereia mais suave e que depois, em 1992, desenhou a versão cropada que ficou em uso até 2011. Nos dois projetos, Doug Fast estava contratado pela Terry Heckler & Associates, empresa que tinha desenhado o logo original nos anos 70. …


Image for post
Image for post

Aloha!

Há alguns anos tive o prazer de conhecer o prof. Delano Rodrigues, muito por seu excelente trabalho de pesquisa sobre dar nomes a marcas (produtos e serviços também), ofício conhecido como naming.

Em um mercado onde literatura sobre naming é ridiculamente escassa, a pesquisa do prof. Delano veio como água no deserto. Como consequência a editora 2AB publicou sob o nome Naming — O Nome da Marca.

Há alguns meses estava pesquisando sobre tipos de classificação (ou categorização) de nomes para marcas. Ao ler tal parte do livro do prof. Delano percebi o quão importante seria ter um texto sobre classificação de nomes disponível a todos. …


Image for post
Image for post

Aloha!

O design finalmente chegou no Google. Posso afirmar que (e já estou com o escudo preparado) o design executado e pregado pelo Google em 2015 é mais inteligente, mais útil, mais coeso e faz mais sentido do que o design atual que a Apple está tentando no iOS desde que Jobs não está mais entre nós.

E antes de você jogar seu copo Starbucks com Frappuccino na tela do computador e amaldiçoar meus filhos pelo que acabei de dizer, sugiro a leitura do artigo How Google Finally Got Design da Fast Company Design. Excelente e imperdível.

Nesse texto supracitado, Cliff Kuang conta um pouco da história de como o Google transformou sua cultura interna de companhia de tecnologia e engenharia orientada pela engenharia para companhia de tecnologia e engenharia orientada pelo design. …

About

Daniel Campos (aka LOGOBR)

Design e branding nos negócios

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store