Pintura em aquarela — Llama hispter

Save the drama for your llama!

Olá pessoal!

Hoje vou continuar a contar pra vocês o processo das minhas pinturas feitas nas férias (estou quase nas novas férias e não postei as das férias antigas ainda, tá complicado haha). Bom, quem me conhece sabe que eu AMO llamas e alpacas e acho todas elas fofas, engraçadas e lindas com aquelas carinhas de diva, cabelos descolados e personalidade a ponto de cuspir nas pessoas que elas não curtiram. Mas gente, TEM COMO NÃO AMAR ESSA FELICIDADE TODA? ❤

Basicamente quando eu tô triste e desanimada, fico vendo fotos de llamas no pinterest ou procurando vídeos no youtube delas porque isso SEMPRE melhora o humor, SEMPRE. Inclusive recomendo muito o vídeo abaixo porque é praticamente um vídeo de auto-ajuda, a llama (no título colocaram alpaca, mas é uma llama) mais esquisitinha do bando tentando comer uma maçã por HORAS! Tipo, o cara filma várias outras comendo e depois volta e ela tá lá loca babando e chupando a maçã! Gente, a galera deveria ver isso como um exemplo de persistência!

ENFIM (sou pouco prolixa né?), vamos as pinturas! Usei como referência essa imagem que eu adoro do pinterest (gente olha esses olhinhos diva ❤) e queria usar umas cores alegres e aproveitei para experimentar uns laranjas da minha paleta que eu ainda não tinha usado. AHH, essa da foto provavelmente não é uma llama e sim uma alpaca (elas possuem diferença de tamanho, pelagem, dedos, etc, mas isso não vem ao caso)

Usei a máscara de aquarela para poder carregar um pouco mais no fundo etc, só que quando fui tirar o papel ficou todo esfolado (sei lá porque, vou fazer umas experiências para descobrir depois). Na hora achei que a pintura estava arruinada, só que como o fundo já era muito livre e eu já havia cometido uns erros, acabei gostando da textura do esfolado com a tinta, parece que o papel virou um veludo ou algo mais rústico.

Finalizei com nanquim e caneta branca para fazer floquinhos de neve já que ela tá de cachecol né gente ❤ O esfolado do papel acabou atrapalhando um pouco na hora de usar o nanquim, já que o papel ficou mais poroso e o nanquim acabou abrindo mais nas fibras. Dá pra ver melhor a textura final na segunda foto na parte azul do fundo. Amei meus novos laranjas, são bem delicados, mas bem vivos. Esse quadro também já está devidamente emoldurado e na parede da minha sala e é o meu xodó.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Lorena Giostri’s story.