Deadpool — A melhor divulgação de um filme de super heróis

Desde o lançamento de X-Men (2000), os filmes de super heróis ganharam uma importância maior na indústria cinematográfica. Com o passar dos anos, tivemos vários momentos positivos e negativos para o gênero e agora, em 2016, entraremos na maior era super heroica que o cinema já viu. E nada melhor do que começar com o filme mais impossível de ser feito: Deadpool.

Os leitores de quadrinhos têm uma relação de muito mais ódio do que amor com a Fox. O estúdio já foi responsável por pérolas como Demolidor, Elektra, Justiceiro (esses três que tiveram seus direitos de volta para a Marvel), todos os filmes do Quarteto Fantástico e X-Men Origens: Wolverine, que trás a versão mais infiel do Deadpool já vista em qualquer mídia. Contudo, pela primeira vez, a Fox parece que entendeu um super herói da Marvel.

Deadpool era um filme inimaginável (ainda mais nas mãos da Fox). Um personagem politicamente incorreto, violento, verborrágico e humor negro, como apostar num filme assim? O grande trunfo de “vazarem” o teste feito em computação gráfica, mostrando o Deadpool, sendo Deadpool, lutando dentro do carro em movimento, mexeu com o coração dos fãs e fez a Fox se mexer pra fazer o filme.

https://www.youtube.com/watch?v=rE4y4a8hqwY

Tenho que ser sincero, não sou um grande fã do Deadpool. Nunca uma história do Mercenário Tagarela me agradou e o seu humor ou violência, eu podia encontrar em outros heróis da Marvel ou DC. Porém, se existe alguma coisa que o Deadpool funciona e casa muito bem com toda a personalidade dele, é com publicidade. Sempre que havia algum produto da Marvel e usavam o Deadpool como divulgação, funcionava. Por exemplo: o game do Deadpool (que pode não ser tão bom, mas todos os comerciais eram excelentes) e em 2014, quando a Marvel completou 75 anos de sua fundação, a editora lançou várias capas clássicas, incluindo o pôster do primeiro filme dos Vingadores, e adicionou o Deadpool no meio fazendo alguma piada. Impagável e é nisso que a Fox acertou!

A primeira forma da Fox comprar os fãs, além da classificação, foi a primeira imagem oficial do Deadpool, com o uniforme mais fiel dos quadrinhos.

Não só a primeira imagem, mas também o primeiro teaser do Deadpool fez as pessoas irem ao delírio e a partir daí, ninguém segurou mais a Fox.

https://www.youtube.com/watch?v=Xithigfg7dA

Da mesma forma que a Marvel utiliza o Deadpool em seus produtos nos quadrinhos, a Fox aproveita e divulga o filme, usando os pôsteres mais “zueiros” que já foram feitos para um Super herói, a cara do Deadpool. Mas a criatividade estava no início ainda, porque o brilhantismo de aproveitar o herói em eventos como Comic Con, Dia das Mães e o Dia de Ação de Graça é de aplaudir os caras que alcançaram o topo de uma divulgação. Mas eles não haviam alcançado o topo ainda…

O filme terá uma classificação indicativa de 18 anos, o que limitará muito o público acostumado a frequentar as salas de cinema para grandes “Blockbusters”. Qual seria a forma mais correta de chamar o público adulto para o cinema assistir um filme como Deadpool? Claro que é divulgando o filme como uma história de amor! O dia dos namorados nos Estados Unidos acontece no dia 14 de fevereiro e o filme do Deadpool estreia dia 12, então a Fox juntou o útil com o agradável, usou a imagem do Ryan Reynolds, que é famoso por comédias românticas, para levar vários casais apaixonados ao cinema no primeiro final de semana do filme (o final de semana mais importante para um Blockbuster).

Toda essa campanha de marketing foi genial, ainda mais vindo da Fox que mesmo acertando com alguns filmes dos X-Men, errou com a maioria de suas adaptações de quadrinhos. Agora só mais algumas semanas para descobrirmos se o filme realmente vale toda essa campanha e todo esse material de divulgação ou ele merecia a mesma divulgação que o Deadpool do X-Men Origens — Wolverine?


Originally published at qstage.com.br on January 26, 2016.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Lorenzo Piovan’s story.