1904

No final, é sempre a mesma história:

o egoísmo sempre vence entre tantos outros sentimentos bons e ruins que possam existir por aqui. A culpa reverbera e excede todas as linhas de raciocínio.

E por mais que a gente saiba, a gente insiste, pra talvez doer menos em cada migalha de esperança.

A vontade é o equilíbrio. A realidade é uma incógnita.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.