Como me sinto 7 meses após trocar meu carro pelo Uber
Ofli C. Guimarães
40939

Gostei do seu texto, vou usar como exemplo pra minha consultoria, quero difundir e fomentar inicialmente as novas economias colaborativa e compartilhada, e é justamente isso que faz a diferença quando você muda o seu aspecto de consumo baseado no acesso, ele se torna econômico a longo prazo e sustentável também (para o seu bolso e para o “planeta”), quando você faz as contas do dinheiro que usamos, falta as pessoas se situarem em relação a sua educação financeira. Falta informação, falta aprendizagem e falta bom senso em relação ao nosso consumo, onde a Uber categoricamente boicota os nossos exageros consumista, ela só diminui a posse, mas não o desejo de consumir, essa frase que cito por que eu vi no vídeo que fala do movimento lowsumerism, e que leva nome de um projeto em desenvolvimento.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.