Em Salvador já tá escaldado.


Andando pela cidade, conhecendo novos ares, que parecem parados no tempo. A divisão feita a tempos, marcada pelos aparelhos, demonstra os interesses de cada classe social. Os porcos sujos falam da população, tirando a dignidade, e a possibilidade de evolução. Ficam todos parados no século 18, onde os brancos e senhores matam, mutilam suas vidas, dividem suas famílias com o objetivo de se manter no poder.

E a sociedade ao redor disso se mostra preocupada em ser santinha, ou apoiar um safadão. Condenam a política, falam dos homens de preto que ocupam o senado, a união, mas são todos iguais. Apoiam os interesses próprios, não olham ao redor.

Like what you read? Give Luiza Ramos a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.