APENAS UM POEMA DE QUEM ESTÁ TRISTE E CONFUSA

Será que o problema está na minha alma?
Sou tão decidida
Nunca estou calma
No final, nunca decido nada

Estou sempre em busca de algo
Me afasto de tudo, esse tudo nem sei o que é. Sempre fugindo
A questão é que sempre meu espírito esmago
E nem sei o porque de estar me retraindo

Tento me ocultar das coisas
E a razão? Sabe, nem sei
Ao mesmo tempo quero fazer parte de tudo, ser feliz com minhas escolhas
Mas sentir que estou me perdendo em minha própria vida já é de lei
 
Quem diria. Nunca imaginei um dia ser tão, vamos dizer assim, bipolar
No final, mais um vez, apenas não vejo a hora de tudo acabar.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Larissa de Souza’s story.