Um poema para Sarah

Ah, Sarah, tu nem nasceste ainda mas já me preocupa cuidar para que você seja feliz;

E olha, tudo começa no amor e cuidado que eu to tendo comigo mesma, pois uma vez eu ouvi uma frase que eu nunca vou esquecer — Cuide de você para mim que eu cuido de mim pra você — e nela eu percebi a essência do amor.

Esse cuidado é para que quando você chegue eu seja forte o suficiente para saber te consolar quando você perder o chão, porque eu sei que algum dia você vai.

Para quando você chorar eu tenha as palavras certas de consolo e tempo suficiente para me dedicar a você.

Maturidade para lhe deixar as melhores lições, a de que a vida nem sempre é feliz, de que um dia vão partir seu coração, que terá que lidar com perdas e também magoará alguém.

Dessas, Sarah, a gente não escapa. Por isso, fillha, eu cuido de mim para você. Para que quando você chegue, aprenda que o amor começa dentro de nós, no autoamor, na autocompreenssão e no autoconhecimento. E só assim, meu bem, você saberá amar alguém.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.