Só isso

Photo by Jakob Owens on Unsplash

É engraçado pensar que, em muitos momentos, precisamos nos sentir completos com coisas que, sinceramente, não nos fazem nem um pouco completos.

O que faria você feliz neste momento? Uma vida financeira estável? Um dia na praia, debaixo de uma sombra, com muita água fresca (ou bons drinks)? Uma viagem internacional passando por 15 país, contemplando Europa, Ásia e Oriente Médio? Uma vida amorosa completamente feliz e livre de qualquer desafio ou pedras no caminho?

Duas palavras do último parágrafo são, quase em suma, a resposta para todos os problemas. Não. Não quero exaltar aqui o dinheiro, que é uma necessidade básica, convenhamos, mas nem tudo está baseado nisso. Vamos falar sobre liberdade e felicidade?

A felicidade a gente pode encontrar em tantos aspectos da vida. Meia horinha de prosa com a tia do café, que tem uma vida muito mais difícil do que a sua, mas que esbanja simpatia, sabe viver intensamente o que ignoramos. Acordar pela manhã com o canto dos pássaros parece um sonho idílico para quem mora em cidade grande, mas no interior era tão gostoso, tão suave, tão presente.

Aquele dia em que você acorda e não tem nada pra fazer, pode relaxar, tomar o seu café, ler seu livro, colocar suas séries em dia, sem preocupação, também é um sonho de felicidade. Mas se engana quem acha que um dia corrido não possa ser um dia feliz. Fazer o que ama, com quem ama, do jeito que ama, sem aquelas cobranças desnecessárias, sem obrigações idiotas ou pessoas que só te puxam pra baixo, também é um jeito de sentir esse felicidade.

São tantas as possibilidades que poderia ficar horas aqui escrevendo todas essas nuances e caminhos e sentimentos e sentidos.

E a liberdade é só isso. LI-BER-DA-DE.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Luan Henriques’s story.