Houston: Nós temos mais soluções do que problemas!

A equipe de Houston tem o melhor backcourt da NBA, formada por CP3 e Harden. O primeiro é o melhor armador do planeta e vai municiar da melhor maneira o segundo, que por sua vez conta com uma voracidade exorbitante.

No backcourt, na armação e no perímetro, os Rockets tem tudo no papel pra fazer uma campanha impécavel.

O que todos precisam saber é se no garrafão as coisas vão acontecer da forma que o time precisa, e o brasileiro Nenê sabe a importância que terá nessa temporada.

Juntamente com o suíço Clint Capela, Nenê com sua grande experiência tem tudo para transformar a tábua ofensiva de Houston em uma dor de cabeça para as defesas da NBA. O garrafão ainda conta com o estreante ala-pivô chinês Qi Zhou, de 2,16m, e com o pivô Chinanu Onuaku, de 2,08m.

Eles ainda contam com as possibilidades de variação no lineup na posição de ala entre Ryan Anderson, Luc Mbah a Moute e o experiente Trevor Ariza, dono de um seguro arremesso de quadra.

Será que o time de Mike D’Antoni, técnico considerado peladeiro, e que levou a franquia ao terceiro lugar da conferência oeste temporada passada (55v — 27d), ficando atrás somente de GSW (67v — 15d) e Spurs (61v — 21d), irá conseguir levá-los a final da conferência esse ano? Tem time pra isso.

A vitória na estréia contra o GSW fora de casa foi suada, apertada, com direito a jogada revista at the buzzer, onde foi visto que Durant ainda estava com a mão na bola no estouro do cronômetro. Foi por muito pouco, assim como deve ser pra qualquer time que conseguir vencer os atuais campeões nessa temporada.

Os Rockets jogaram bem. Harden teve 27 pontos e 10 assistências em 36 minutos em quadra.

Chris Paul ficou 33 min. e teve apenas 4 pontos, tendo anotado 11 assistências e 8 rebotes.

Mbah a Moute teve 14 pts, Ryan Anderson 13 pts, Capela 12 pts, PJ Tucker 20 pts e Eric Gordon 24 pts. Nove jogadores pontuaram.

Os Rockets mostraram uma capacidade de reação incrível antes as constantes e duras porradas do GSW na partida. Isso foi crucial para a vitória.

_____________________________________________________________

Separei um lance do último quarto, de um erro de Houston que jamais deve ser repetido quando se enfrenta o GSW.

Faltava 1 minuto e 48 segundos para o fim do jogo. O GSW restava 6 segundos com a posse e lideravam o placar por um ponto.

Curry com a bola, a marcação dobra em cima dele. Mbah a Moute está do lado direito da quadra vigiando Thompson de perto.

Harden está do outro lado entre a possível rota de fogo para Durant e Patrick McCaw. Ele está esperando pois sabe que KD pode matar de 3 dali.

Eis o erro, Eric Gordon (camisa n. 10) está posicionado embaixo da cesta e parte em direção a Curry que já tinha dobra na marcação. (Se Curry parte pra infiltração — o mais improvável nessa situação — seus marcadores dariam conta do recado).

Harden esperou até o final e foi pra cima de Durant.

Não havia mais ninguém vigiando McCaw, que livre acertou de 3pt.

Houston, não é todo dia que se vence o GSW cometendo erros como esses. É preciso tomar cuidado.

Mas em geral, é preciso destacar que Houston possui mais soluções do que problemas para essa temporada. Material tem. Vamos ver até onde vai esse foguete.

Like what you read? Give Luca Amaral a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.