Carta de Apresentação — Lucas Pereira

Johnson & Johnson,

Me chamo Lucas Pereira, tenho 24 anos, moro no Rio de Janeiro — RJ e sou formado em Engenharia de Produção, pelo IBMEC — RJ em 2017.1. Trabalho na TIM Brasil — empresa de telecomunicações — onde comecei em 2015 como estagiário na área de planejamento operacional financeiro. Após 1 ano e 5 meses, fiz um job rotation para área de processos e governança ainda como estagiário, na diretoria de Suprimentos. Atualmente estou como analista na área de inteligência competitiva, acompanhando o mercado de telecomunicações com atividades de mapeamento da concorrência e elaboração de benchmarks de serviços de telecomunicações e tecnologia em geral no Brasil e no mundo. Realizei alguns cursos externos para aprofundar mais conhecimentos como de logística e supply chain e de gerenciamento de projetos. E me dediquei anos ao estudo de inglês e atualmente a língua alemã.

Durante a faculdade, escrevi um artigo acadêmico sobre a utilização de simulação computacional para otimizar uma aula de CrossFit. O estudo gerou ganho para a academia aqui do Rio de Janeiro onde realizei as simulações, que pode alocar melhor seus equipamentos, organizar filas e colocar mais alunos por aula, e eu pude escrever um artigo publicar e apresentar em alguns congressos de Engenharia de Produção. Essa é sem dúvidas umas das minhas conquistas que mais me orgulho.

Pensando em onde mais aprendi e evoluí como pessoa, diria que foi trabalhando como voluntário de uma ONG Internacional de educação, chamada Tunnel Lab. A ONG fundada nos EUA estava se implantando no Brasil com um projeto de capacitar jovens de comunidade com conceitos de empreendedorismo, tecnologia e inovação para criarem soluções de negócio para o ambiente onde vivem. Participei de alguns projetos pilotos em contato direto com os jovens, coordenando os eventos, além de administrar as redes sociais. Foi transformador conhecer jovens de realidade tão difíceis e ver o brilho nos olhos, a vontade de aprender e a busca por mudança.

Primeiro Piloto da ONG Tunnel Lab no Brasil

Eu nasci em Macaé, cidade interior do Rio de Janeiro, onde vivi junto da minha família até finalizar o ensino médio. Quando chegou a época da faculdade optei por realizar a graduação no Rio de Janeiro, mesmo com outras faculdades em minha cidade oferecendo o curso. Então me mudei para o Rio de Janeiro, para uma cidade muito maior, morando sozinho e saindo da minha zona de conforto. Amadureci muito rapidamente pois queria muito essa mudança e aprendi a me virar, enfrentar medos e fui constantemente desafiado. E tomei gosto por isso, tanto que agora me vejo morando em outras cidades e conhecendo novas pessoas, lugares e costumes.

Colegas de trabalho e amigos me enxergam como uma pessoa objetiva, calmo e resiliente. Já familiares me veem como atencioso, decidido e ambicioso. Eu, particularmente gosto de me definir como dinâmico por ter gostos diferentes, ter muita vontade de trabalhar com áreas diversas e pela minha própria trajetória profissional que já me caracteriza com esse perfil.

Academia, Muay Thai, séries de televisão e pintura em quadros. Quatro hobbies distintos que me levam a liberar muita energia ou a relaxar como uma terapia. Tecnologia, energia e mobilidade urbana são temas que considero muito interessantes e importantes para a sociedade, por isso gosto de acompanhar.

Quando penso em trabalhar como trainee, projeto uma oportunidade de me desenvolver de forma mais acelerada, rodando por diversas áreas, encarando desafios e crescendo profissionalmente. Eu busco construir uma carreira onde possa ter trabalhos dinâmicos, desafiadores e construir laços transmitindo confiança nas minhas entregas.

Fazer a diferença. Esse é meu propósito e acredito que deveria ser de todo mundo. Todos deviam querer fazer a diferença por onde passarem. Desejo que eu seja lembrado por todos os lugares que passei, seja uma por coisa simples ou por um grande ato.